domingo, 30 de junho de 2013

Estreia em São Paulo "Ensaio sob a Chuva"

 

ENSAIO SOB A CHUVA

 

O espetáculo inédito será apresentado em curta temporada no Teatro Anchieta, de 06 de julho a 27 de julho, aos sábados, 11h.

 

De repente é sábado, e todos querem sair e se divertir. Mas, subitamente, cai uma chuva torrencial, e a perspectiva de um fim de semana cheio de emoções se converte em um tédio que parece nunca ter fim.

 

Assim seria normalmente, mas não para os palhaços Sanduba e Fiorella, que fazem de sua própria casa um grande espaço para brincadeiras, onde nem as goteiras, trovões e falta de luz são empecilhos para constituir um universo fantástico, repleto de guarda-chuvas, baldes, geleiras e até um elefante.

 

A Cia. Suno comemora seus 15 anos de história com uma deliciosa mostra de seu repertório no SESC Consolação. E, para celebrar essa alegria, nada melhor do que finalizar com um espetáculo inédito, trazendo ao público dois personagens com uma maneira única de olhar a vida, sob o prisma da comicidade e do universo lúdico do palhaço.

 

O espetáculo "Ensaio sob a Chuva" foi concebido com a intenção de aliar as técnicas e truques circenses ao imaginário das chuvas e tempestades. Os palhaços não passam de moradores de um lugar caótico, em que as intempéries do clima revelam uma moradia precária, porém, os palhaços não se abalam, e fazem de cada obstáculo um novo estímulo para a brincadeira. Para isso, bolas de gude se transformam em um número melancólico de equilíbrio, o ventilador fornece vento para soltar pipa e dezenas de baldes convertem-se em um número original para conter as goteiras.

 

Com forte caráter visual e sensorial, a encenação de "Ensaio sob a Chuva" trabalha com uma palheta de cores envelhecidas, luzes frias e materiais pouco habituais no mundo circense. Permeado de projeções e animações, o espaço se modifica, aumenta, diminui e rompe as fronteiras arquitetônicas dessa casa, fazendo as personagens viajar por lugares improváveis, oníricos, estelares e até pelas geleiras das calotas terrestres.

 

A Cia. Suno sempre buscou trazer a tradição dos números de circo dentro de um contexto teatral, ou seja, o truque brota com espontaneidade e naturalidade dentro de um eixo temático. Nessa obra, a companhia procura radicalizar essa experiência, amarrando dramaturgicamente todos os acontecimentos e esquetes, criando uma evolução fabulosa que culminará com a transformação total do espaço original.

 

"Ensaio sob a Chuva" é também uma obra com fundo político, onde as questões relativas aos desastres ambientais e as catástrofes provocadas pela chuva são tratadas com humor e leveza, porém, buscando atentar para o poder infinito da natureza e a condição social daqueles que nem sequer possuem um teto seguro sob o qual podem se abrigar.

 

Sanduba e Fiorella são aqui brasileiros por essência. Adaptam suas palhacices a qualquer contratempo, fazendo das dificuldades uma oportunidade de criação de sonhos e fantasias. É um convite a tomarmos um banho de chuva em um toró de alegria.

 

FICHA TÉCNICA

Elenco: Helena Figueira e Duba Becker

Direção: André de Araújo

Roteiro: Helena Figueira

Iluminação: Marcos Tadeu Diglio

Sonoplastia: Cris Russo

Video Designer: Giuliano Scandiuzi

Produção: André Moretti / Cia Suno

Assessoria de Imprensa: Moretti Cultura e Comunicação

 

SERVIÇO

Onde: Teatro Anchieta – SESC Consolação - 280 lugares

Endereço: Rua Dr. Vila Nova, 245 Vila Buarque – São Paulo - SP

Informações: 11 3234-3000

Quando: 06, 9, 13, 20 e 27 de julho, sábados e feriado, às 11h

Duração 50 minutos // Classificação: livre

Preços: R$ 8,00 (inteira); R$ 4,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 2,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

 



terça-feira, 25 de junho de 2013

Espetáculo "Breque" - uma releitura de Dois Perdidos numa Noite Suja em Laranjeiras - RJ

A Cia Plúmbea apresenta nos dias 27, 28 e 29 de junho, no Samba Palace Hostel, o espetáculo Breque, uma releitura do texto Dois Perdidos numa Noite Suja de Plínio Marcos. 

No espetáculo Dois Perdidos numa Noite Suja, Paco e Tonho dividem um quarto numa hospedaria barata e durante o dia trabalham como carregadores no mercado. Os personagens discutem sobre suas vidas, trabalho e perspectivas, mantendo uma relação conflituosa. O tema da marginalidade permeia todo o texto. Paco é o detentor do sapato, e durante toda a peça, abusa de seu poder, chacoteando Tonho, que alega só precisar de um calçado novo para conseguir um bom emprego. Na montagem de Breque, são exploradas vertentes das danças populares, lutas e acrobacias intensificando os conflitos presentes no texto. Na adaptação, o sapato - principal símbolo de poder - é o elemento do jogo. As atrizes alternam a apropriação do sapato, tendo como consequência a alteração dos papéis, estabelecendo assim, trocas nas relações de poder, o que requer um grande dinamismo e domínio de suas corporeidades.

A montagem de Breque durou 02 anos e foi desenvolvida através de uma pesquisa sobre movimento, gesto e ação, baseada nos estudos de Jacques Lecoq e Rudolf Laban. Através de exercícios que estimulavam tensões em dupla ou individuais como empurrar/ser empurrado, puxar/ser puxado, carregar/ser carregado, entre outros, foram adicionadas intenções através da coluna vertebral, que se transformaram em partituras físicas que foram inseridas na cena. 



Sobre a Cia Plúmbea

A Cia Plúmbea é um grupo que pesquisa técnica e ética do ofício de ator. Trabalha a partir de processos coletivos, onde o treinamento, desenvolvimento e personalidade de cada integrante são respeitados para que se possa criar obras sinceras, para os artistas e para o público. Possui em seu repertório 03 espetáculos, com os quais busca atingir públicos diversos, muitas vezes em espaços não-convencionais. Com sede no Rio de Janeiro (RJ), o interesse do grupo é difundir suas pesquisas e metodologia por meio de oficinas, demonstrações técnicas, intercâmbios de trabalho, trocas culturais, reflexões teóricas e projetos itinerantes. As origens da Cia. vêm do encontro de duas estudantes de Teoria do Teatro da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) através de conversas e interesses em comum, tais como estudos sobre os trabalhos de mestres como: Etienne Decroux, Eugenio Barba, Jacques Lecoq, Rudolf Laban, Jerzy Grotowski, entre outros. Posteriormente, integrou-se à companhia o roteirista e mestre em história Marcos Melo, responsável pela pesquisa histórica dramatúrgica e iconográfica e colaborador nos trabalhos de direção coletiva. 

Informações:

Elenco, Coreografia, Figurino e Cenografia: Ana Cecilia Reis e Caju Bezerra.

Direção: Ana Cecilia Reis 

Assistente de Direção: Marcos Melo

Direção de Movimento: Ronaldo Ventura

Arte Gráfica e Assessoria: Ana Cecilia Reis 

Faixa etária: acima de 14 anos.

Duração: 60 minutos 

Data: 27,28 e 29 de junho (quinta, sexta e sábado) 

Local: Samba Palace Hostel: Rua Alice, 97 – Laranjeiras – Rio de Janeiro - RJ

Horários: 
Quinta e sexta: 20h30 
Sábado: 19:30

Ingressos: R$ 15,00 / R$ 7,50 (meia-entrada / lista-amiga) 

Lotação: 40 lugares. 

Contato, lista amiga e reservas: (21) 3738-6305 / ciaplumbea@gmail.com

Curta nossa página no facebook e fique por dentro das novidades: Cia Plúmbea


 

terça-feira, 18 de junho de 2013

27º Congresso Brasileiro de Engenharia Ambiental debaterá o tema "Saneamento, ambiente e sociedade: entre a gestão, a política e a tecnologia", de 15 a 19 de setembro, em Goiânia

 

 

ABES – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA E ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL

 

27º Congresso Brasileiro de Engenharia Ambiental debaterá o tema "Saneamento, ambiente e sociedade: entre a gestão, a política e a tecnologia", de 15 a 19 de setembro, em Goiânia

 

REUNINDO ESPECIALISTAS DE TODO O BRASIL, PROGRAMAÇÃO TERÁ PAINÉIS, MESAS REDONDAS, APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS TÉCNICOS, CAMPEONATO DE OPERADORES, OLIMPÍADA JOVENS PROFISSIONAIS DO SANEAMENTO, VISITAS TÉCNICAS, E A "X FITABES", A MAIOR FEIRA DE EXPOSIÇÕES DO SEGMENTO. PROPOSTAS APRESENTADAS NO CONGRESSO COMPORÃO A "CARTA DE GOIÂNIA", UM DOCUMENTO DO SETOR AO GOVERNO FEDERAL

 

A ABES – Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental promoverá, entre os dias 15 e 19 de setembro, o 27º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, o maior evento do segmento no país. Com o tema central "Saneamento, Ambiente e Sociedade: Entre a gestão, a política e a tecnologia", o Congresso reunirá especialistas e entidades do setor de todo o Brasil no Centro de Convenções de Goiânia (GO) para um encontro propositivo que gerará a "Carta de Goiânia", documento que será apresentado pela ABES ao Governo Federal.

O ciclo de debates é mais do que oportuno, num momento crucial para o saneamento ambiental brasileiro: este é um ano em que a expansão dos serviços de água, esgoto, coleta de lixo e drenagem deve, obrigatoriamente, integrar a pauta de todos os prefeitos que tomaram posse no início de 2013, para a elaboração dos planos municipais que a universalização dos serviços de saneamento requer.  "É sabido que um grande número de municípios brasileiros não dispõe de recursos financeiros para ampliar sua rede básica de saneamento, estando, irremediavelmente, dependentes de verbas federais para isso. Ocorre que, para pleitear qualquer centavo de financiamento do Governo Federal, o município tem que apresentar o seu plano de saneamento. E o prazo para isso expira no fim deste ano", ressalta Dante Ragazzi Pauli, Presidente Nacional da ABES.

Um dos obstáculos apresentados pelos gestores municipais à confecção dos planos de saneamento é a qualificação da mão de obra para a sua elaboração e execução. "Como profissional do setor e presidente de uma das organizações não governamentais mais antigas e atuantes do saneamento ambiental brasileiro, posso afirmar que há em todo o Brasil entidades aptas a promover a capacitação desses profissionais."

Para o presidente da ABES, parcerias dessas entidades com o Governo Federal, estados e municípios, com definição clara de escopos, recursos humanos e financeiros envolvidos, critérios e metas para avaliar desempenho, devem ser encaradas como uma real oportunidade para melhorar os índices de cobertura por serviços de distribuição de água, coleta de esgotos e tratamento, resíduos sólidos e gestão dos sistemas de drenagem urbana. E o 27º Congresso será mais uma iniciativa importante da ABES nessa direção. "Nossos indicadores ainda estão muito aquém do que se deseja para que nossa população viva com dignidade. Por exemplo, a última Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, divulgada pelo IBGE, mostrou que apenas a Região Sudeste registrava uma elevada presença de municípios com rede coletora de esgoto (95,1%)", informa.

Em todas as demais, segundo ele, menos da metade dos municípios a possuíam, sendo a maior proporção observada na Região Nordeste (45,7%), seguida pelas Regiões Sul (39,7%), Centro-Oeste (28,3%) e Norte (13,4%). E apenas 28,5% dos municípios brasileiros promoveram algum tratamento de seu esgoto, o que impacta muito negativamente na qualidade de nossos recursos hídricos. Mesmo na Região Sudeste, menos da metade dos municípios que possuíam coleta de esgoto (48,4%) o trataram.

A programação do Congresso será composta de painéis, mesas redondas, apresentação de trabalhos técnicos, Campeonato de Operadores, Olimpíada Jovens Profissionais do Saneamento, visitas técnicas, e a X FITABES, a maior feira de exposições do segmento (veja abaixo).

Para informações sobre como participar, acesse
http://abes-dn.org.br/

 

Sobre a ABES

Fundada em 1966, a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES é uma associação com fins não econômicos que reúne no seu corpo associativo cerca de 10.000 profissionais do setor. A ABES tem como missão ser propulsora de atividades técnico-científicas, político-institucionais e de gestão que contribuam para o desenvolvimento do saneamento ambiental, visando a melhoria da saúde, do meio ambiente e da qualidade de vida das pessoas.

PROGRAMAÇÃO TÉCNICA

01- Painel de Abertura - Moderador: Washington Novaes

Tema: Saneamento, Meio Ambiente e Sociedade: gestão, política e tecnologia

02- Experiências de PPP

03- A questão do financiamento

04- Os desafios da Regulação e possíveis equacionamentos

05- Contratações no setor de saneamento

06- Planos de saneamento em diferentes esferas de governo: panorama e perspectivas

07- Seis anos da Lei do Saneamento: O que mudou?

08- Eficiência energética e controle de perdas em SAA

09- Drenagem Urbana Sustentável

10- Novas tecnologias no esgoto

11- Gestão da qualidade/ Governança corporativa

12- Novas perspectivas para o reuso de água

13- Novas tecnologias para água

14- Gestão de Recursos Hídricos - O uso da água na visão dos usuários

15- Seção Brasil - Conselho Mundial da Água

16- Gerenciamento de áreas contaminadas

17- Tecnologia da Informação no Saneamento - Informação estratégica para tomada de decisões

18- A realidade do Licenciamento Ambiental frente às pressões do desenvolvimento

19- Problemas de mobilidade urbana e as questões de saúde ambiental

20- A importância da proteção da biodiversidade e os acordos internacionais

21- Fontes alternativas de energia

22- Painel de Ex Presidentes da ABES

23- Regulamentação de reuso de água – proposta Miguel Aisse

 

FÓRUM DE MEIO AMBIENTE

01-Os desafios da gestão ambiental frente às pressões do desenvolvimento

02- Desafios da gestão empresarial para sustentabilidade

03- Interações entre Meio Ambiente e Saneamento

04- Implicações do código florestal na gestão do saneamento ambiental

05- Gestão de desastres naturais

06- Cidades Sustentáveis

 

CÂMARAS TEMÁTICAS

01- CT Resíduos Sólidos: Avanços e tropeços da PNRS

02- CT Saneamento Rural: Regulação e Fiscalização dos Serviços do Saneamento Rural

03- CT Tratamento de Esgoto: Aproveitamento energético do biogás no setor de saneamento

04- CT Produtos Químicos: Inocuidade dos materiais utilizados na produção e distribuição que tenham contato com a água de consumo humano - diretrizes nacionais

05- CT Ensino e Pesquisa: Pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica no setor de saneamento brasileiro

06- CT Indicadores de Saneamento

07- CT Tarifas e Regulação

08- Fórum Jovens Profissionais do Saneamento

09- Fórum de Resíduos Sólidos

 

 

 

Serviço:

27º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental

De 15 e 19 de setembro – Centro de Convenções de Goiânia

Informações e inscrições: http://abes-dn.org.br/

Realização: ABES – Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Cisne Negro Cia. de Dança - ESTRÉIA SÃO PAULO

Após turnê internacional na Alemanha a CISNE NEGRO CIA. DE DANÇA estréia coreografia de Barak Marshall, em junho, no Teatro Sérgio Cardoso

A Cisne Negro Cia. de Dança considerada uma das melhores companhias contemporâneas do país e dirigida por Hulda Bittencourt, apresenta de 27 a 30 de junho duas obras no Teatro Sérgio Cardoso.

O destaque do repertório fica por conta da estréia de Sra. Margareth, do coreógrafo Barak Marshall, um dos maiores inovadores da dança israelense. Na programação também será apresentada a obra Revoada, de Gigi Caciuleanu, presente no repertório da Cia. desde 2007.

SERVIÇO

CISNE NEGRO CIA. DE DANÇA | TEATRO SÉRGIO CARDOSO (SP)
Sra. Margareth (Barak Marshall) e Revoada (Gigi Caciuleanu)

Dias 27, 28, 29 e 30 de junho | quinta e sábado, às 21h, sexta-feira, às 21h30 e domingo às 18h. 

Valor dos Ingressos: R$ 40 inteira/R$ 20 meia-entrada.

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Exposição "Percepção do Cotidiano" na Galeria Vila Nova

Até 12 de junho, Flavia Vazzoler apresenta exposição "Percepção do Cotidiano" na Galeria Vila
  
"Flavia Vazzoler faz da arte multimídia a sua própria plataforma multimeios de expressão, emoção e cores". Até 12 de junho 2013, acontece a exposição de Flavia Vazzoler "Percepção do Cotidiano" na Galeria Vila Nova.
 "Mais do que fazer parte de sua vida, as cores sempre conversaram com Flavia Vazzoler. Talvez por isso esta artista se sinta tão à vontade para se expressar através delas, com as mais diferentes técnicas e meios. Flavia Vazzoler é uma artista inspirada.  E muito de sua inspiração tem início no preto das vistas de Cecila Haupt, na técnica de espalhar cores de Gerard Richter, nas flores, no orgânico e cores de Beatriz Milhazes, nos sprays e nas pichações do Street Art from Herakut, nos traços pretos de Gary Hume, nas colagens de Mickalene Thomas, entre outros.
Suas interpretações de paisagens são fruto de um olhar, ao mesmo tempo, cosmopolita e pessoal, em execuções desinibidas que vão desde a costura com molduras de pelos e resina, para apresentar um acabamento singular, até backlights que simulam o dia a dia por meio de monitores e telas de celulares. 
Por Vanessa Jansen
Cidades e inspirações mais recentes da artista:
- St. Petersburg - Hermitage, Museu de Arte Russa
-Bergen - fiordes, viagem de Oslo a Bergen
-Paris - Exposições: Museu do Luxemburgo, George Pompidou - 
-London - Art 13 (artfair)
-Lisboa - Caiscais
-Stockholm - Affordable fair, Hilma af Klint no Museu de Arte Moderna de Estocolmo e Museu de fotografia. "" 


Sobre a Galeria :
A Galeria Vila Nova é um novo espaço de arte em São Paulo e representa artistas em ascensão do Brasil e de outros países. Através de intensa pesquisa e de uma curadoria detalhista, a galeria exibe uma grande variedade de arte conceitualmente significativa e visualmente estimulante.
Uma combinação de mostras coletivas e solo, além de um acervo eclético e em constante renovação, permitem que colecionadores apreciem trabalhos sempre novos e aprendam sobre as últimas tendências.
Bianca Boeckel, diretora, atua também como consultora de artistas e clientèle, lançando mão de sua experiência internacional.
Serviço: "Percepção do Cotidiano" Flavia Vazzoler
Galeria Vila Nova - Rua Domingos Leme, 73- Vila Nova Conceição, São Paulo – SP- www.galeriavilanova.com.br- Tel. (11) 2691-1190- Visitação: 22 de maio a 12 de junho 2013 - Horário de funcionamento: terça a sábado das 12h às 18h. Entrada Gratuita