terça-feira, 26 de novembro de 2013

Petrobras patrocina a 8ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos na América do Sul


Com entrada gratuita, evento começa hoje e vai até 22 dezembro em 26 capitais brasileiras

A Petrobras patrocina, pelo sétimo ano consecutivo, a Mostra de Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, que começa hoje (26/11) e será realizada até 22 de dezembro. Serão exibidos em todo o país cerca de 38 filmes, em 600 espaços entre salas de cinema, cineclubes, pontos de cultura, instituições culturais, museus e telecentros. Para democratizar o acesso a pessoas com deficiência auditiva e visual, todas as películas são exibidas em sistema closed captionque, além das legendas, informa os sons que fazem parte da cena e contém audiodescrição do cenário.

Lançado em 2006, o objetivo do evento é utilizar a linguagem cinematográfica para disseminar e fortalecer a cultura dos Direitos Humanos em todo o país. Os filmes trazem temas relacionados ao direito à memória e à verdade, diversidade sexual, inclusão de pessoas com deficiência, população de rua, entre outros. Paralelo à mostra, será implementado o projeto Inventar com a Diferença, que tem como proposta a capacitação de educadores de escolas públicas em torno dos direitos humanos.

A mostra tem curadoria do cineasta Francisco Cesar Filho, diretor do Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, e diretor do filme Futuro do Pretérito - Tropicalismo Now, lançado em 2012. Serão três categorias: Mostra Competitiva de longas, médias e curtas, em que a plateia escolhe os melhores filmes ao final de cada sessão; Mostra Homenagem ao cineasta Wladimir Carvalho (documentarista paraibano que recebeu o prêmio de melhor documentário no Festival de Paulínia 2011, com Rock Brasília: Era de Ouro), com exibição de cinco filmes, e a Mostra Cinema Indígena, com apresentação de quatro filmes. Também serão exibidos títulos convidados, como o documentário Paredes invisíveis: Hanseníase Região Norte, Os Descendentes do Jaguar,Transformer: AK, Colombia: Wayuu "Gold" e Argentina: Dreaming of a Clean River.

A mostra é uma realização da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, em parceria com o Ministério da Cultura, e conta também com o patrocínio do BNDES e com a produção do departamento de Cinema e Vídeo da Universidade Federal Fluminense.

SERVIÇO: 8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul
Local: 26 capitais, Distrito Federal e mais de 600 espaços fora dos grandes centros.
Data: de 26 de novembro a 22 de dezembro de 2013
Entrada Franca - Acesso para pessoas com deficiência

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Programação de cinema da Biblioteca Temática Roberto Santos de 22 a 30 de Novembro

 
 
Sessão da Tarde

Mississipi em chamas
(Mississipi burning, EUA, 1988, 128 min, DVD)
Dir: Alan Parker. Elenco: Gene Hackman, Willem Dafoe, Frances McDormand.
Mississipi, 1964. Rupert Anderson e Alan Ward são dois agentes do FBI que estão investigando a morte de três militantes dos direitos civis. As vítimas viviam em uma pequena cidade onde a segregação divide a população em brancos e negros e a violência contra os negros é uma tônica constante. +14 anos
22 de novembro (sex), 16h
 
Coach Carter – Treino para a vida
(Coach Carter, EUA, 2005, 136 min, legendado, DVD)
Dir: Thomas Carter. Elenco: Samuel L. Jackson, Rob Brown, Ashanti.
Richmond, Califórnia, 1999. Ken Carter aceita ser o técnico de basquete de sua antiga escola em uma área pobre da cidade. Ele impõe um rígido regime em que os alunos tinham de assinar um contrato que incluía um comportamento respeitoso e ter boas notas. O time vai se tornando imbatível, mas quando as notas escolares caem, Carter toma uma atitude que espanta o time, o colégio e a comunidade. +14 anos
29 de novembro (sex), 16h
 
 Sessão Nostalgia
 
*Para a última sessão NOSTALGIA do mês de novembro, dia 27, quarta feira às 19h, o público escolhe uma opção entre os três filmes abaixo:
 
"A lei dos marginais"
(Gênero policial, P&B, dirigido por Samuel Fuller,  com Clift Robertson, Beatrice Kay e Dolores Dorn)
 
"Mandingo – A semente da vingança"
(Drama sobre a escravidão na Inglaterra, colorido, com James Mason, Susan George e Perry King)
 
"A maldição da mosca"
(Drama de terror, P&B, com Brian Donlevy, George Backer e Carole Gray)

Sessão Infantil – "Clássicos Disney"

Bambi
(Bambi, EUA, 1942, 70 Min, dublado, DVD)
Dir: Bernard Alane.
Numa floresta os animais ficam agitados com o nascimento de um filhote de cervo, Bambi, que foi chamado de "Príncipe da Floresta", pois seu pai é o cervo mais respeitado da região. Bambi cresce, faz amizade com outros animais da floresta, aprende como sobreviver e descobre o amor. Um dia chegam caçadores e ele precisa aprender como ser tão corajoso como seu pai. Livre
23 de novembro (sáb), 16h
          
Peter pan
(Peter pan, EUA, 1953, 74 Min, dublado, DVD)
Dir: Clyde Geronimi Hamilton Luske Wilfred Jackson.
Peter Pan, o garoto que se recusa a crescer, espreita a casa dos Darling, pois Wendy, a mais velha dos filhos do casal Darling, crê que ele exista e já convenceu seus irmãos, João e Miguel. Peter, leva as três crianças para um passeio na Terra do Nunca, uma ilha encantada que é o lar de Peter, Sininho, os Garotos Perdidos e um maquiavélico pirata, o Capitão Gancho, que jurou se vingar de Peter. Livre
30 de novembro (sáb), 16h

Cineclube Ipiranga

Quando é preciso ser homem
(Soldier Blue, EUA, 1970, 109 min, legendado, DVD)
Dir: Ralph Nelson. Elenco: Candice Bergem, Peter Strauss, Donald Preasence.
Garota vai ao encontro do noivo em diligência, depois de ter sido prisioneiro de índios Cheyenes. A diligência é atacada e eles sobrevivem, mas quando a cavalaria americana ataca os índios, eles presenciam um grande massacre. +14 anos
23 de novembro (sáb), 19h
 
Coração rebelde
(Wild in the country, EUA, 1961, 114 min, legendado, DVD)
Dir: Philip Dune. Elenco: Elvis Presley, Hope Lange, Tuesday Weldd.
Garotão do meio rural é taxado de delinquente pelas suas atitudes e moça psiquiatra é contratada para "domar" o rapaz. Tuesday é a garota que tem má influência tentando seduzi-lo. +14 anos
30 de novembro (sáb), 19h

Mostra: "O cinema de Joseph Losey – Um breve panorama"
 
O assassinato de Trotsky
(The assassination of Trotsky, Itália, França, Reino Unido, 1972, 100 min, legendado, DVD)
Dir: Joseph Losey. Elenco: Richard Burton, Alain Delon, Romy Schneider.
Após abandonar a União Soviética em 1929, Trotsky consegue asilo no México. Lá ele continua a lutar pelo socialismo. Até que em 1940, na capital, onde cuida de plantas e aparenta levar uma vida simples, um agente de Stalin, o espanhol de codinome Frank Jackson, começa a persegui-lo para assassiná-lo. +12 anos
22 de novembro (sex), 19h
 
Mr. Klein
(Monsieur Klein, França, Itália, 1976, 123 min, legendado, DVD)
Dir: Joseph Losey. Elenco: Alain Delon, Jeanne Moreau, Francine Bergé.
Em 1942, na Paris ocupada pelos nazistas, o negociante de arte Robert Klein vê seus lucros aumentarem quando judeus perseguidos vendem suas obras-de-arte a preços módicos. Porém, quando um outro Robert Klein começa a cometer atos misteriosos e ameaçadores na cidade, ele passa a ser perseguido pela polícia. Filme vencedor de três prêmios César: melhor filme, diretor e produção. +14 anos
24 de novembro (dom), 16h
 
A vida de Galileu
(Galileo, Reino Unido, EUA, 1975, 145 min, legendado, DVD)
Dir: Joseph Losey. Elenco: Topol, Edward Fox, Colin Blakely.
Parte da biografia do astrônomo que, ao ser processado pela Santa Inquisição por negar a física aristotélica e afirmar que a Terra gira em torno do Sol, à simples visão dos instrumentos de tortura, abjura publicamente. Essa atitude, considerada covarde por muitos, permite que Galileu finalize seus estudos legando-os às futuras gerações. Baseado na peça de Bertolt Brecht escrita entre 1937-39/1943. +12 anos
24 de novembro (dom), 18h
 
Uma estranha mulher
(La truite, França, 1982, 103 min, legendado, DVD)
Dir: Joseph Losey. Elenco: Isabelle Huppert, Jacques Spiesser, Jeanne Moreau.
Frederique abandona o marido e o lugar onde vive para se mudar para a cidade e dedicar-se ao setor financeiro. Nesse novo meio, acaba se envolvendo em negócios estranhos, incluindo a troca de favores sexuais. +18 anos
29 de novembro (sex), 19h
 
" ENTRADA GRATUITA"
 
Link para acesso à programação da BM Roberto Santos no Site:
 
 ________________________________________________________________________________
Biblioteca Temática em Cinema Roberto Santos
Rua Cisplatina 505 – Capacidade : 68 lugares
Fones: 2063-0901 / 2273-2390

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

SEMNA – Semana de Egiptologia do Museu Nacional

A SEMNA – Semana de Egiptologia do Museu Nacional é uma atividade promovida pelo Programa de Pós-graduação em Arqueologia do Museu Nacional.
Semna era a designação, na Antiguidade, da fortaleza construída pelo faraó Senusret I, que governou entre c. 1965-1920 a. C., na Núbia. Tal como uma fortificação, nosso evento busca lançar bases sólidas na integração e divulgação da Egiptologia no Brasil.
O objetivo do evento é reunir pesquisadores da área de Egiptologia oriundos de diversas áreas em um ambiente propício ao debate e à cooperação acadêmica. Além disso, a SEMNA tem como objetivo divulgar o conhecimento sobre o Egito Antigo à comunidade não acadêmica.
Dessa forma, é possível promover o desenvolvimento da Egiptologia no Brasil também para além dos muros da universidade, aproximado o grande público dos pesquisadores.
A programação completa está no site http://semna2013.wordpress.com/2013/10/12/programacao/
Organização:
Rennan de Souza Lemos – mestrando em Arqueologia pelo Museu Nacional/UFRJ.
Cintia Prates Facuri – mestranda em Arqueologia pelo Museu Nacional/UFRJ.
Regina Coeli Pinheiro da Silva – doutoranda em Arqueologia pelo Museu Nacional/UFRJ.
Pedro Luiz Diniz von Seehausen – mestrando em Arqueologia pelo Museu Nacional/UFRJ.
Julián Alejo Sánchez – doutorando em Arqueologia pelo Museu Nacional/UFRJ.
Coordenação: Prof. Dr. Antonio Brancaglion Jr. – egiptólogo; curador da coleção egípcia do Museu Nacional/UFRJ; coordenador do Programa de Pós-graduação em Arqueologia do Museu Nacional/UFRJ.
Apoio: Programa de Pós-graduação em Arqueologia do Museu Nacional/UFRJ.

Serviço:
SEMNA - Semana de Egiptologia do Museu Nacional
2 a 5 de dezembro
Auditório do Horto – Museu Nacional – Quinta da Boa Vista – Rio de Janeiro
Informações e inscrições: http://semna2013.wordpress.com/

Protestos, manifestações e revoltas têm marcado o cenário político atual. Da Turquia ao Brasil, as recentes mobilizações superam fronteiras, idiomas e culturas, e demonstram que o jovem exige participar dos processos e decisões políticas. Procurando entender o contexto das recentes manifestações que têm tomado as ruas e as redes sociais do Brasil e do mundo, a Coordenação de Políticas para Juventude da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) promove, em parceria com a Fundação Friedrich Ebert (FES) e a Rede Universidade Nômade (SP), o seminário Encontro - Como Construir o Comum: as Revoltas Globais nas Redes e nas Ruas, que acontecerá nos dias 18 e 19, na Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP) da Liberdade, região central. O evento contará com a presença de representantes de países que nos últimos anos foram palcos de grandes protestos, como Espanha, México, Estados Unidos, Chile e Turquia, e pretende dialogar com os protagonistas dessas manifestações. Ativistas brasileiros também farão parte do encontro. Representantes de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Maranhão, Pernambuco, Ceará e Pará - participantes das assembléias populares em suas respectivas cidades - estarão presentes no evento. Representantes de importantes movimentos também estarão nas mesas: os grupos Occupy Wall Street (EUA), 15M (Espanha) e Yo Soy 132 (México) também confirmaram presença no seminário. Na abertura do seminário, no dia 18, haverá uma aula aberta do filósofo italiano Antonio Negri, autor dos livros 'Império' e 'Multidões'. Contará também com a presença dos ativistas espanhóis Bernardo Gutiérrez e de Javier Toret. Já no dia 19, o evento terá dois encontros com a temática 'O que dizem as redes e as ruas - a construção de um novo mundo', um às 14h e outro às 19h. No primeiro, estarão representantes do Brasil (Rio de Janeiro e Vitória), Estados Unidos (Nova York), México (Guadalajara) e Chile (Santiago); no segundo, Turquia (Istambul), Espanha (Madri), Brasil (São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre) e Peru (Lima). Para participar do seminário, é preciso se inscrever, preenchendo o formulário: http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/direitos_humanos/juventude/ Mais informações e a programação completa: Face: https://www.facebook.com/events/1423257257892107/?ref_dashboard_filter=upcoming Blog: http://ruasemrede.wordpress.com/ Hashtag: #RuasEmRede Encontro - Como Construir o Comum: as Revoltas Globais nas Redes e nas Ruas Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP) Avenida Liberdade, 532, Liberdade, centro Dia 18/11, a partir das 18h; dia 19/11, a partir das 12h



Protestos, manifestações e revoltas têm marcado o cenário político atual. Da Turquia ao Brasil, as recentes mobilizações superam fronteiras, idiomas e culturas, e demonstram que o jovem exige participar dos processos e decisões políticas. Procurando entender o contexto das recentes manifestações que têm tomado as ruas e as redes sociais do Brasil e do mundo, a Coordenação de Políticas para Juventude da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) promove, em parceria com a Fundação Friedrich Ebert (FES) e a Rede Universidade Nômade (SP), o seminário Encontro - Como Construir o Comum: as Revoltas Globais nas Redes e nas Ruas, que acontecerá nos dias 18 e 19, na Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP) da Liberdade, região central.

O evento contará com a presença de representantes de países que nos últimos anos foram palcos de grandes protestos, como Espanha, México, Estados Unidos, Chile e Turquia, e pretende dialogar com os protagonistas dessas manifestações. Ativistas brasileiros também farão parte do encontro. Representantes de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Maranhão, Pernambuco, Ceará e Pará - participantes das assembléias populares em suas respectivas cidades - estarão presentes no evento. Representantes de importantes movimentos também estarão nas mesas: os grupos Occupy Wall Street (EUA), 15M (Espanha) e Yo Soy 132 (México) também confirmaram presença no seminário.

Na abertura do seminário, no dia 18, haverá uma aula aberta do filósofo italiano Antonio Negri, autor dos livros 'Império' e 'Multidões'. Contará também com a presença dos ativistas espanhóis Bernardo Gutiérrez e de Javier Toret. Já no dia 19, o evento terá dois encontros com a temática 'O que dizem as redes e as ruas - a construção de um novo mundo', um às 14h e outro às 19h. No primeiro, estarão representantes do Brasil (Rio de Janeiro e Vitória), Estados Unidos (Nova York), México (Guadalajara) e Chile (Santiago); no segundo, Turquia (Istambul), Espanha (Madri), Brasil (São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre) e Peru (Lima). Para participar do seminário, é preciso se inscrever, preenchendo o formulário: http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/direitos_humanos/juventude/

Mais informações e a programação completa:
Face: https://www.facebook.com/events/1423257257892107/?ref_dashboard_filter=upcoming
Blog: http://ruasemrede.wordpress.com/
Hashtag: #RuasEmRede

Encontro - Como Construir o Comum: as Revoltas Globais nas Redes e nas Ruas
Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP) Avenida Liberdade, 532, Liberdade, centro
Dia 18/11, a partir das 18h; dia 19/11, a partir das 12h

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Lendas e mitos, histórias de assombração e atividade educativa na programação do Espaço de Leitura

As atividades acontecem ao ar livre, 16 e 17 de novembro no Espaço de Leitura, sediado no Parque da Água Branca

 

O projeto "maiúsculos & MINÚSCULOS", promovido pelo núcleo educativo do Espaço de Leitura, continua com suas atividades para toda a família aos sábados e domingos de novembro, sempre às 11h.

No sábado, 16/11, o Grupo Pererê passeia pelo universo das lendas e mitos do imaginário popular brasileiro no espetáculo "Contando e Cantando Histórias", às 15h.

O Núcleo Esporos de Experiências Artísticas propõe uma viagem ao universo imagético das histórias de assombração e da noite; com muito humor e brincadeira serão revelados os mistérios da noite no domingo, 17/11, às 15h.

 

Todas as atividades são gratuitas e organizadas pelo Espaço de Leitura do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo. Confira a programação completa:

 

 

16 de novembro, sábado

11 horas

Atividade educativa

maiúsculos & MINÚSCULOS

Com equipe de educadores do Espaço de Leitura

Todos os finais de semana, o educativo do Espaço de Leitura propõe atividades a partir de um item do acervo. Pais e filhos, tios e sobrinhos, amigos e vizinhos, maiúsculos e minúsculos são convidados a participar de brincadeiras, leituras, conversas e oficinas. A cada edição, uma proposta diferente e divertida.

 

 

 

 

15 horas

Espetáculo musical

Contando e Cantando Histórias

Com Grupo Pererê

No cd e espetáculo Contando e Cantando Histórias, gravado em 2008, o Grupo Pererê passeia pelo universo das lendas e mitos do imaginário popular brasileiro: lendas indígenas, sacis, curupiras e lobisomens povoam as canções que são apresentadas por divertidas e deliciosas narrativas de causos e lendas.

 

17 de novembro, domingo

11 horas

Atividade educativa

maiúsculos & MINÚSCULOS

Com equipe de educadores do Espaço de Leitura

Todos os finais de semana, o educativo do Espaço de Leitura propõe atividades a partir de um item do acervo. Pais e filhos, tios e sobrinhos, amigos e vizinhos, maiúsculos e minúsculos são convidados a participar de brincadeiras, leituras, conversas e oficinas. A cada edição, uma proposta diferente e divertida.

 

15 horas

Narração de histórias

E lá no fundo azul

Com Núcleo Esporos de Experiências Artísticas  

O gato preto cruzou a estrada, passou por debaixo da estrada. E lá no fundo azul, na noite da floresta, a lua iluminou a dança, a roda, a festa. E lá no fundo azul traz ao público o universo imagético das histórias de assombração e da noite; com muito humor e brincadeira são revelados os mistérios da noite. 

 

FEIRA DE TROCAS DE LIVROS

Você tem um livro que gostou, mas que já está na hora de outra pessoa ler? Ou quer começar a ler um novo? Venha renovar seus livros. Só não participam didáticos, religiosos e enciclopédias. Além de trocar livros, você também pode deixar uma carta para o próximo leitor da sua obra doada.

Quando: todos os domingos

Horário: das 14h às 17h

 

EXPOSIÇÃO: TUDO TEM UM FIM?

Até Janeiro de 2014

 

Todo mundo vai morrer um dia. Então, por que não falar sobre isso? Para tratar deste tema tão delicado de forma leve e lúdica, o Espaço de Leitura preparou uma exposição especial.

 

A exposição é composta doze painéis – nos quais são apresentados diversos ritos funerários e distintas visões sobre a morte – e duas instalações, inspiradas em tradições mexicanas: o Dia dos Mortos e a Santa Muerte. Apesar da seriedade do tema, a exposição é bem-humorada e aberta ao público de todas as idades. Visite a exposição e reflita: Será que tudo tem um fim?

 

Sobre o Espaço de Leitura

O Espaço de Leitura é uma ação sociocultural e educativa do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (Fussesp), idealizada pelo Instituto Poiesis de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura. Sediado no Parque da Água Branca, na Zona Oeste da capital, o Espaço de Leitura oferece aos cidadãos, em especial às crianças, acesso à leitura e, principalmente, à descoberta do prazer da leitura por meio da oralidade, da escrita, da observação e da interpretação. Nesse sentido, além do acesso gratuito ao acervo variado de livros e publicações disponíveis em quiosques temáticos, a ação realiza atividades culturais e educativas, voltadas tanto para entidades sociais cadastradas pelo Fundo Social, como para o público visitante do Parque da Água Branca.

 

Espaço de Leitura

Aberto de terça a domingo, das 9 às 18 horas

Parque da Água Branca

Rua Ministro Godói, 180 – Perdizes

Tel.: 11 2588-5811

contato@espacodeleitura.org.br

twitter.com/leituranoparque

leituranoparque.wordpress.com

facebook.com/espacode.leitura

terça-feira, 12 de novembro de 2013

CAIXA CULTURAL SÃO PAULO CELEBRA ZUMBI DOS PALMARES

 
 

 

CAIXA CULTURAL SÃO PAULO CELEBRA ZUMBI DOS PALMARES

 

Peça integra eventos culturais na cidade comemorativos ao Dia Nacional da Consciência Negra

 

 

A CAIXA Cultural São Paulo apresenta a peça "Zumbi", que estreia no dia 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra e lembrança da morte do líder Zumbi dos Palmares, que lutou pela libertação dos negros escravizados, durante o período colonial no país. O evento é gratuito e tem o patrocínio da Caixa Econômica Federal.

 

O espetáculo, que segue em temporada de 21 de novembro a 15 de dezembro, já passou pelas cidades do Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte, e é baseado no clássico "Arena conta Zumbi", de Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri. "Zumbi" tem a direção de João das Neves e direção musical de Titane.

 

Escrita na época da ditadura militar (1964-1985), por Boal e Guarnieri, e musicada por Edu Lobo, "Zumbi" é uma homenagem do Instituto Augusto Boal ao clássico musical do teatro brasileiro "Arena Conta Zumbi".

 

"Zumbi" é encenado pela primeira vez por um grupo de dez atores negros representando todos os personagens, e realizando o sistema Curinga (criado por Boal), no qual desaparece a noção do ator principal, já que os protagonistas são representados por diversos artistas na mesma encenação. Eles se revezam no desempenho das pequenas cenas focadas sobre os pontos fortes da trama, deixando a um ator coringa a função de fazer as interligações entre os fatos, pessoas e processos. O emprego da música ajuda as passagens de cena, acrescentando tons líricos de grande efeito.

 

"Hoje a minha proposta é a realização de um sonho: ver Zumbi representado por um elenco de atores negros. Tenho a pretensão de crer que Boal e Zumbi estariam de acordo", disse Cecília Boal, viúva do autor e fundadora do Instituto Augusto Boal.

 

A peça é o primeiro musical autenticamente brasileiro. Segundo o diretor João das Neves, a música e texto se entrelaçam. "Nossa missão é reavivar a saga de um de nossos heróis fundadores, Zumbi, com a alegria e a fé de uma nação que começou realmente a ser construída ali, na Serra da Barriga, onde Boal, Guarnieri e Edu foram buscar inspiração para este Zumbi que ora vamos contar", conclui João.

 

Ficha Técnica:

 

Texto: Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri

Música: Edu Lobo

Direção Geral: João das Neves

Direção Musical: Titane

Temas Incidentais: Congado de Minas, Domínio Público

Elenco: Alysson Salvador, Benjamin Abras, Júlia Dias, Evandro Nunes, Júnia Bertolino, Kátia Aracelle, Nath Rodrigues, Ricardo Campos, Rodrigo Almeida e Rodrigo Jerônimo

Cenário e Figurino: Rodrigo Cohen

Iluminação: João das Neves

Assistente de cenografia e figurinos: Anouk Van Der Zee

Estagiária de cenografia e figurinos: Luna Descaves

Tapeçaria: Luna Descaves

Bonecos: Ivanise Silva

Confecção de Tambores de Candombe: Pedrina de Lourdes Santos

Arranjos: Titane e Alysson Salvador, com a colaboração de Gilvan de Oliveira em Sinherê, Pra Você Que Chora e A Morte de Zambi

Objetos sonoros de metal: Leandro César

Coordenador Técnico: Aloisio Antunes

Operação de Luz: Silvio Cesar Costa

Produção São Paulo: Paulo Del Castro

Assistente de Produção: Elaine CSP

Coordenação de Produção: Luiz Claudio Gomes

Direção de Produção: Valéria Alves

Idealização: Cecília Boal

Coprodução e Administração: JLM Produções

Produção e Realização: Sevla Produções e Instituto Augusto Boal

 

Informação e entrevistas:

Cristina Aguilera – (11) 99539-8589 / 3721-1202 – midia.brazil@terra.com.br

 

Serviço:

Espetáculo teatral: "Zumbi"

Data de estreia: 20 de novembro de 2013 (quarta-feira), às 19h15 (convidados)

Temporada: de 21 de novembro a 15 de dezembro de 2013 (de quinta-feira a domingo – exceto 12 de dezembro quando não haverá espetáculo)

Horário: 19h15

Local: CAIXA Cultural São Paulo – Praça da Sé, 111

Entrada Franca: os ingressos poderão ser retirados na bilheteria com uma hora de antecedência

Capacidade: 80 lugares

Duração: 125 min.

Classificação etária: não recomendado para menores de 16 anos

Informações: (11) 3321-4400

Acesso para pessoas com necessidades especiais

Patrocínio: Caixa Econômica Federal



 

--

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

CAIXA CULTURAL SÃO PAULO CELEBRA ZUMBI DOS PALMARES

 
 

 

 

 

CAIXA CULTURAL SÃO PAULO CELEBRA ZUMBI DOS PALMARES

 

Peça integra eventos culturais na cidade comemorativos ao Dia Nacional da Consciência Negra

 

 

A CAIXA Cultural São Paulo apresenta a peça "Zumbi", que estreia no dia 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra e lembrança da morte do líder Zumbi dos Palmares, que lutou pela libertação dos negros escravizados, durante o período colonial no país. O evento é gratuito e tem o patrocínio da Caixa Econômica Federal.

 

O espetáculo, que segue em temporada de 21 de novembro a 15 de dezembro, já passou pelas cidades do Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte, e é baseado no clássico "Arena conta Zumbi", de Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri. "Zumbi" tem a direção de João das Neves e direção musical de Titane.

 

Escrita na época da ditadura militar (1964-1985), por Boal e Guarnieri, e musicada por Edu Lobo, "Zumbi" é uma homenagem do Instituto Augusto Boal ao clássico musical do teatro brasileiro "Arena Conta Zumbi".

 

"Zumbi" é encenado pela primeira vez por um grupo de dez atores negros representando todos os personagens, e realizando o sistema Curinga (criado por Boal), no qual desaparece a noção do ator principal, já que os protagonistas são representados por diversos artistas na mesma encenação. Eles se revezam no desempenho das pequenas cenas focadas sobre os pontos fortes da trama, deixando a um ator coringa a função de fazer as interligações entre os fatos, pessoas e processos. O emprego da música ajuda as passagens de cena, acrescentando tons líricos de grande efeito.

 

"Hoje a minha proposta é a realização de um sonho: ver Zumbi representado por um elenco de atores negros. Tenho a pretensão de crer que Boal e Zumbi estariam de acordo", disse Cecília Boal, viúva do autor e fundadora do Instituto Augusto Boal.

 

A peça é o primeiro musical autenticamente brasileiro. Segundo o diretor João das Neves, a música e texto se entrelaçam. "Nossa missão é reavivar a saga de um de nossos heróis fundadores, Zumbi, com a alegria e a fé de uma nação que começou realmente a ser construída ali, na Serra da Barriga, onde Boal, Guarnieri e Edu foram buscar inspiração para este Zumbi que ora vamos contar", conclui João.

 

Ficha Técnica:

 

Texto: Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri

Música: Edu Lobo

Direção Geral: João das Neves

Direção Musical: Titane

Temas Incidentais: Congado de Minas, Domínio Público

Elenco: Alysson Salvador, Benjamin Abras, Júlia Dias, Evandro Nunes, Júnia Bertolino, Kátia Aracelle, Nath Rodrigues, Ricardo Campos, Rodrigo Almeida e Rodrigo Jerônimo

Cenário e Figurino: Rodrigo Cohen

Iluminação: João das Neves

Assistente de cenografia e figurinos: Anouk Van Der Zee

Estagiária de cenografia e figurinos: Luna Descaves

Tapeçaria: Luna Descaves

Bonecos: Ivanise Silva

Confecção de Tambores de Candombe: Pedrina de Lourdes Santos

Arranjos: Titane e Alysson Salvador, com a colaboração de Gilvan de Oliveira em Sinherê, Pra Você Que Chora e A Morte de Zambi

Objetos sonoros de metal: Leandro César

Coordenador Técnico: Aloisio Antunes

Operação de Luz: Silvio Cesar Costa

Produção São Paulo: Paulo Del Castro

Assistente de Produção: Elaine CSP

Coordenação de Produção: Luiz Claudio Gomes

Direção de Produção: Valéria Alves

Idealização: Cecília Boal

Coprodução e Administração: JLM Produções

Produção e Realização: Sevla Produções e Instituto Augusto Boal

 

Informação e entrevistas:

Cristina Aguilera – (11) 99539-8589 / 3721-1202 – midia.brazil@terra.com.br

 

Serviço:

Espetáculo teatral: "Zumbi"

Data de estreia: 20 de novembro de 2013 (quarta-feira), às 19h15 (convidados)

Temporada: de 21 de novembro a 15 de dezembro de 2013 (de quinta-feira a domingo – exceto 12 de dezembro quando não haverá espetáculo)

Horário: 19h15

Local: CAIXA Cultural São Paulo – Praça da Sé, 111

Entrada Franca: os ingressos poderão ser retirados na bilheteria com uma hora de antecedência

Capacidade: 80 lugares

Duração: 125 min.

Classificação etária: não recomendado para menores de 16 anos

Informações: (11) 3321-4400

Acesso para pessoas com necessidades especiais

Patrocínio: Caixa Econômica Federal



 

--

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Narração de histórias, oficina de bonecos de corda e atividade educativa na programação do Espaço de Leitura


As atividades acontecem ao ar livre, 9 e 10 de novembro no Espaço de Leitura, sediado no Parque da Água Branca

O projeto "maiúsculos & MINÚSCULOS", promovido pelo núcleo educativo do Espaço de Leitura, continua com suas atividades para toda a família aos sábados e domingos de novembro, sempre às 11h.
No sábado, 9/11, a educadora e contadora Mirela Estelles conta "Histórias que podem dar uma pontinha de medo" às 15h.
No domingo, 10/11, o público é convidado a construir bonecos de corda e, depois, participar da apresentação teatral "Lamparina de ouro e Gigante egoísta" às 15h.

Todas as atividades são gratuitas e organizadas pelo Espaço de Leitura do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo. Confira a programação completa:


9 de novembro, sábado
11 horas
Atividade educativa
maiúsculos & MINÚSCULOS
Com equipe de educadores do Espaço de Leitura
Todos os finais de semana, o educativo do Espaço de Leitura propõe atividades a partir de um item do acervo. Pais e filhos, tios e sobrinhos, amigos e vizinhos, maiúsculos e minúsculos são convidados a participar de brincadeiras, leituras, conversas e oficinas. A cada edição, uma proposta diferente e divertida.

15 horas
Narração de histórias
Histórias que podem dar uma pontinha de medo
Com Mirela Estelles
A educadora e contadora Mirela Estelles conta histórias da tradição oral e convida as crianças e adultos a participarem ativamente do desenvolvimento das narrativas que podem dar uma pontinha de medo. Ou não.

10 de novembro, domingo
11 horas
Atividade educativa
maiúsculos & MINÚSCULOS
Com equipe de educadores do Espaço de Leitura
Todos os finais de semana, o educativo do Espaço de Leitura propõe atividades a partir de um item do acervo. Pais e filhos, tios e sobrinhos, amigos e vizinhos, maiúsculos e minúsculos são convidados a participar de brincadeiras, leituras, conversas e oficinas. A cada edição, uma proposta diferente e divertida.

15 horas
Apresentação teatral e oficina de confecção bonecos de corda
Lamparina de ouro e Gigante egoísta
Com Eliane Wienfurter e Paulo Farah André
A apresentação inicia com a narração das histórias Lamparina de ouro e o Gigante egoísta com bonecos de corda, que têm como cenário a estrutura de um grande livro. A partir daí, são construídos bonecos, que serão os personagens usados para que os participantes contem as suas histórias.

FEIRA DE TROCAS DE LIVROS
Você tem um livro que gostou, mas que já está na hora de outra pessoa ler? Ou quer começar a ler um novo? Venha renovar seus livros. Só não participam didáticos, religiosos e enciclopédias. Além de trocar livros, você também pode deixar uma carta para o próximo leitor da sua obra doada.
Quando: todos os domingos
Horário: das 14h às 17h



EXPOSIÇÃO: TUDO TEM UM FIM?
Até Janeiro de 2014

Todo mundo vai morrer um dia. Então, por que não falar sobre isso? Para tratar deste tema tão delicado de forma leve e lúdica, o Espaço de Leitura preparou uma exposição especial.

A exposição é composta doze painéis – nos quais são apresentados diversos ritos funerários e distintas visões sobre a morte – e duas instalações, inspiradas em tradições mexicanas: o Dia dos Mortos e a Santa Muerte. Apesar da seriedade do tema, a exposição é bem-humorada e aberta ao público de todas as idades. Visite a exposição e reflita: Será que tudo tem um fim?

Sobre o Espaço de Leitura
O Espaço de Leitura é uma ação sociocultural e educativa do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (Fussesp), idealizada pelo Instituto Poiesis de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura. Sediado no Parque da Água Branca, na Zona Oeste da capital, o Espaço de Leitura oferece aos cidadãos, em especial às crianças, acesso à leitura e, principalmente, à descoberta do prazer da leitura por meio da oralidade, da escrita, da observação e da interpretação. Nesse sentido, além do acesso gratuito ao acervo variado de livros e publicações disponíveis em quiosques temáticos, a ação realiza atividades culturais e educativas, voltadas tanto para entidades sociais cadastradas pelo Fundo Social, como para o público visitante do Parque da Água Branca.

Espaço de Leitura
Aberto de terça a domingo, das 9 às 18 horas
Parque da Água Branca
Rua Ministro Godói, 180 – Perdizes
Tel.: 11 2588-5811
contato@espacodeleitura.org.br
twitter.com/leituranoparque
leituranoparque.wordpress.com
facebook.com/espacode.leitura