quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Centro de divulgação científica da UFSCar lança série de vídeos para crianças

O Laboratório Aberto de Interatividade para a Disseminação do Conhecimento Científico e Tecnológico (LAbI) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) lançou recentemente a série de videocasts "Ciência Explica", que tem o objetivo de abordar conceitos científicos junto às crianças, a partir de sua curiosidade natural.

Com 11 episódios já veiculados, cada um com cerca de um minuto, a série "Ciência Explica" parte de perguntas como "Porque soltamos fumaça pela boca quando está frio?", "Como surge o bolor no pão?" e "Porque choramos quando cortamos cebola?". As respostas são apresentadas na forma de animações com desenhos feitos a mão, em geral sugerindo que as crianças busquem mais informações junto aos seus professores. "A ideia não é que seja uma 'aula' em vídeo, o que seria impossível em um minuto, mas sim aproveitar a curiosidade própria das crianças para, aos poucos, ir apresentando novos conceitos e conhecimentos. O projeto, como todas as iniciativas do LAbI, parte da compreensão de que escola e divulgação científica são – e devem sempre ser – espaços complementares de acesso à Ciência", conta Tárcio Minto Fabrício, Coordenador de Conteúdo do Laboratório, idealizador e diretor geral da série.

O projeto "Ciência Explica" é mais uma parceria do LAbI com o Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Os roteiros, direção de arte e desenhos são de Anne Lodi (estudante do curso de graduação em Imagem e Som da UFSCar e bolsista do LAbI), com participação também de Rafael Simões (captação, edição, finalização, sonoplastia e direção executiva) e de Mario Gonçalves Neto (direção executiva), ambos coordenadores de audiovisual do Laboratório.
A série pode ser acessada em http://www.youtube.com/playlist?list=PLmuPJ4UjwzdTXgTvDuXVkLxJo9RTl-Q1J. As demais iniciativas de divulgação do conhecimento científico e tecnológico em vídeos realizadas pelo LAbI podem ser conferidas em www.labi.ufscar.br.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

CIÊNCIA E SOCIEDADE: a importância da divulgação científica e da extensão

O Parque CienTec fica na Avenida Miguel Stéfano, 4.200,  Água Funda-SP.

CEP 04301-904.

O estacionamento situa-se em frente ao Zoológico.

O acesso pode ser feito pela entrada ao lado do estacionamento ou pela portaria principal.


Para quem vai de transporte público:
A 15 minutos da estação São Judas do Metrô, ônibus 4742-10, Jardim Clímax

ou, da estação Santos-Imigrantes, ônibus Jardim Zoológico

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Lançamento do livro Dicas de Viagens

 
No dia 29 de novembro, próxima terça-feira às 19hs, estarei no evento promovido pela Aliança Francesa “Lançamento do livro Dicas de Viagens em crônicas de quatro continentes e bate-papo informal com os leitores”, com entrada franca.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Terminam nesta sexta-feira, 25 de novembro, inscrições para 2ª licenciatura a distância Metodista

Candidato deve entregar documentos até 30 de novembro próximo nos polos de apoio
São Bernardo do Campo, 22 de novembro de 2016 - A Universidade Metodista de São Paulo está com inscrições abertas até esta sexta-feira, 25 de novembro, para segunda licenciatura na modalidade a distância. As vagas são para os cursos de Ciências Biológicas, Ciências Sociais, Letras-Língua Estrangeira Espanhol, Letras-Língua Portuguesa, Matemática e Pedagogia a partir de 2017.

Após a inscrição por meio de formulário online o candidato deve entregar até 30 de novembro o diploma do curso da 1ª licenciatura (cópia autenticada), histórico escolar do curso (original ou cópia autenticada) e curriculum vitae, no polo de apoio presencial de sua área de Educação a Distância ou na Central de Relacionamento do campus Rudge Ramos.

O resultado sai em 13 de dezembro e as matrículas devem ser feitas entre 15 e 16 de dezembro de 2016 no polo de apoio ou na unidade Rudge Ramos.

Para preenchimento das vagas será feita análise do diploma e do
CV dos candidatos. Mais informações http://bit.ly/2cBGKUm

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Pós-Graduação em Agricultura e Ambiente da UFSCar realiza Ciclo de Seminários em Araras

 

Evento acontece às quartas-feiras e é aberto aos interessados

O VII Ciclo de Seminários do Programa de Pós-Graduação em Agricultura e Ambiente (PPGAA), do Campus Araras da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), continua na próxima quarta-feira, 23. As palestras são abertas ao público, não havendo necessidade de realizar inscrição. Os encontros acontecem às quartas-feiras, até o dia 30 de novembro.
No dia 23 serão apresentados os trabalhos "Cultivo de Aspergillus niger e Trichoderma reesei em bagaço de cana-de-açúcar: estudo do efeito do etanol como indutor na produção de ácido cítrico", com Beatriz Silva Campanhol, e "Composição nutricional de cultivares de alface", com Humberto Luís Giroldo, ambos mestrandos do PPGAA.
No último dia de evento, dia 30 de novembro, o mestrando Victor Alexandre Carlotti Rosário apresenta o trabalho "Serviços ecossistêmicos e as leis florestais" e, para encerrar, a coordenadora do PPGAA, Kayna Agostini, faz uma apresentação sobre o Programa.
Os encontros acontecem na sala 7A do Prédio Central do CCA, das 13h às 13h50. A programação completa do Ciclo de Seminários pode ser acessada no endereço http://bit.ly/2dPcl7y. Mais informações pelo telefone (19) 3543-2582 ou pelo e-mail ppgaea@cca.ufscar.br. O Campus Araras da UFSCar fica na Rodovia Anhanguera, km 174.


sexta-feira, 18 de novembro de 2016

"Imprensa negra nos EUA:Chicago Defender e a integração do afro-americano”


Debate Cedem7/12/16 – 4ª feira às 18h30

 

Na primeira metade do século XX, nos Estados Unidos, o jornal Chicago Defender encampou a luta contra a segregação racial. Em razão da industrialização, era grande o fluxo de imigrantes para Chicago, onde viviam em bairros marginalizados, enquanto a cidade prosperava. Naquele ambiente, entre os anos 1916 e 1940, o referido periódico atuou como interprete da sociedade norte-americana, publicando materiais diversos com o fim de defender a integração do afro-americano, afirmando que o negro precisava se educar e se preparar para tornar-se agente da modernidade urbana do país. A trajetória do Chicago Defender no empoderamento do negro é objeto do livro O novo negro na diáspora: Modernidade afro-americana e as representações sobre o Brasil e a França no jornal Chicago Defender (1916-1940), tema do Debate Cedem de 7/12/2016.

Participantes:

Prof. Dr. Flávio Thales Ribeiro Francisco – Autor do livro em debate, Flávio é pós-doutorando pela Faculdade de Ciências e Letras da Unesp, Câmpus de Assis. Doutor em História Social da USP. Possui mestrado e graduação em História pela mesma instituição. Tem experiência na área de História, com ênfase em História da América, atuando principalmente nos seguintes temas: História dos Estados Unidos, identidades, manifestações político-culturais transnacionais, diáspora africana, imprensa. É membro do LEHA (Laboratório de Estudos de História das Américas) e integrante do Grupo de Estudos de História dos Estados Unidos e Relações Interamericanas.

Prof. Dr. Juarez Tadeu de Paula Xavier  Professor da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Unesp, Câmpus de Bauru, Xavier é mestre e doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina (Prolam – USP). É pesquisador do Centro de Estudos Latino Americano sobre Cultura e Comunicação da (ECA-USP); Coordena o Núcleo Negro da Unesp para a Pesquisa e Extensão (NUPE) e o Núcleo de Estudos e Observação em Economia Criativa (FAAC-UNESP).    

Mediação:

 

Proa. Dra. Flávia Maria BastosPossui graduação, mestrado e doutorado em Ciência da Informação pela Unesp, Câmpus de Marília. É Coordenadora da Coordenadoria Geral de Bibliotecas (CGB) e coordenadora-executiva do Grupo Gestor da Política do Repositório Institucional da Unesp. Docente do Curso de Pós-graduação em Planejamento e Gerenciamento de Sistemas de Informação, na Faculdades Integradas Coração de Jesus, em Santo André (SP).  

Inscrições gratuitas: http://www.cedem.unesp.br/#!/form/

Data e horário: 7/12/2016, 4ª feira às 18h30

Local: Praça da Sé, 108 – 1º andar (metrô Sé)




Instituto Tomie Ohtake inicia as comemorações dos seus 15 anos com festa aberta para a cidade

INSTITUTO TOMIE OHTAKE 15 ANOS

Instituto Tomie Ohtake inicia as comemorações dos seus 15 anos com festa aberta para a cidade

 

No dia 19 de novembro, o Instituto Tomie Ohtake marca o seu 15º aniversário com uma festa de rua, aberta a todos. Ao mesmo tempo em que uma série de atrações vai acontecer do lado de fora, do lado de dentro do espaço será inaugurada a mostra Gaudí, Barcelona 1900, onde os visitantes poderão também conferir as exposições Leda Catunda – I love you baby e dos jovens selecionados do Prêmio Energias na Arte.

 

Nesta data, a Rua Coropés será somente para pedestres e as atividades tomarão o dia todo. Logo pela manhã haverá a entrega do Prêmio Territórios Educativos, dirigido a projetos da rede pública municipal de ensino que alcançaram além dos muros da escola, seguida de contação de história da vida e obra de Tomie Ohtake pela atriz Andi Rubinstein. No período da tarde, depois de uma oficina para pais e filhos, o som dos tambores do Gupo Wadaiko Sho e a apresentação do Bloco Afro Ilú Obá De Min celebrarão o aniversário do centro cultural e a rica miscigenação paulistana.

 

O Instituto Tomie Ohtake, inaugurado em novembro de 2001, tornou-se, em pouco tempo, uma referência no circuito paulistano das artes visuais pela qualidade de sua programação. Ao longo de seus 15 anos realizou cerca 300 exposições, destacando-se por ser o único espaço da cidade que se dedica a organizar mostras nacionais e internacionais de artes plásticas, arquitetura e design, com projeto arquitetônico especialmente desenvolvido para abrigar estas atividades.

Além das mostras, o Instituto Tomie Ohtake cria, organiza e promove prêmios de arquitetura, artes plásticas e para professores da rede pública. O espaço também se consagrou por desenvolver um amplo e criativo trabalho de educação por meio da arte, fundamentado na pesquisa, produção de material e na formação de professores, em programa que já alcançou, com profundidade, 10 mil educadores da rede pública.

Ocupando, em sistema de comodato, apenas uma área do Complexo Aché Cultural (este, sim, responsável por dois edifícios de escritórios, um teatro, um centro de convenções e um espaço de eventos no roof top de um dos edifícios), o Instituto Tomie Ohtake não conta com verba permanente pública ou privada. Trabalha por projeto, com patrocínio de empresas por recursos captados por meio das leis de incentivo à cultura, principalmente a Lei Rouanet.

 www.institutotomieohtake.org.br

 

 

PROGRAMAÇÃO DIA 19 DE NOVEMBROS DE 2016  - 9H às 17H30

 

 

9H – 12H30 PRÊMIO TERRITÓRIOS EDUCATIVOS

Cerimônia de premiação

Exibição de vídeo (40min.) sobre as 10 experiências pedagógicas selecionadas pelo Prêmio Territórios Educativos e que estão transformando a educação na cidade de São Paulo.

O Prêmio Territórios Educativos é iniciativa do Instituto Tomie Ohtake, em parceria da Secretaria Municipal de Educação e com o patrocínio da Estácio, que busca reconhecer e fortalecer projetos que explorem as oportunidades educativas do território onde a escola está inserida, integrando os saberes escolares e comunitários.

 

12H ABERTURA DA EXPOSIÇÃO GAUDÍ: BARCELONA, 1900 

Retirada de senhas das 10h até às 17h (grátis)

 

12H30 – 13H30 CONTAÇÃO DE HISTÓRIA SOBRE TOMIE OHTAKE
Contação de história sobre a vida e a obra de Tomie Ohtake, uma das artistas mais importantes no Brasil do século XX, pela atriz Andi Rubinstein. A contação conta com recursos de áudio-descrição, dedicada a pessoas com deficiência visual.  

 

13H30 – 15H30 OFICINA BRINCANTINHO PARA PAIS E FILHOS
Nesta oficina, realizada pelo Instituto Brincante, pais e filhos têm a oportunidade de vivenciar juntos momentos lúdicos a partir da musicalidade e das brincadeiras da cultura popular brasileira com música ao vivo

 

15H30 – 16H APRESENTAÇÃO TAIKO - GRUPO WADAIKO SHO
O Wadaiko Sho, carrega em seu nome a filosofia de viver, tendo como base a arte dos tambores japoneses. Formados pelos membros do grupo paulistano Setsuo Kinoshita Taiko Group, o taiko engloba uma variedade de instrumentos japoneses de percussão onde ritmos e coreografia se mesclam, propondo ao ouvinte uma participação singular, criando a cada peça uma experiência única e brilhante.

 

17H30 – APRESENTAÇÃO BLOCO AFRO ILU OBA DE MIN
O Bloco Afro Ilú Obá De Min é uma intervenção cultural baseada na preservação de patrimônio imaterial, trazendo para a região urbana a beleza das culturas tradicionais. Coordenado pela arte-educadora e musicista Beth Beli, o objetivo da associação é preservar e divulgar a cultura negra no Brasil, mantendo diálogo cultural constante com o continente africano através dos instrumentos, dos cânticos, dos toques, da corporeidade, além de abrir espaço para ideias que visem o fortalecimento individual e coletivo das mulheres, crianças e adolescentes na sociedade.

 

 

Instituto Tomie Ohtake

Av. Faria Lima 201 (Entrada pela Rua Coropés 88) - Pinheiros SP

Metrô mais próximo - Estação Faria Lima/Linha 4 - amarela

Fone: 11 2245 1900

De terça a domingo, das 11h às 20h