quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Programa de Mestrado da Cásper Líbero reúne especialistas e apresenta tendências em comunicação

Foto Interprogramas

Divulgação

 

O Interprogramas de Mestrado da Faculdade Cásper Líbero é tradicionalmente conhecido por apresentar tendências na área da Comunicação. Neste ano, nos dias 4 e 5 de novembro, o evento chega a sua 12º edição e, ao todo, terá 13 mesas compostas por especialistas que apresentarão os novos estudos do setor.

Entre os temas estão "Waze no jornalismo; o papel da Netflix na Web; O impeachment como interesse de debate no Facebook; A espetacularização do jornalista através do Twitter; #Somostodoscelebridades: da construção do estrelato de anônimos na web, entre outros. 

Durante os dois dias de evento, cerca de 60 estudos serão apresentados e discutidos por especialistas de diferentes instituições de ensino.

A programação completa pode ser vista aqui.

O encontro é aberto ao público e tem vagas limitadas. Para se inscrever, basta enviar um e-mail para eventos@fcl.com.br com nome completo, RG, instituição que representa e as mesas de interesse.

 

12º Interprogramas de Mestrado

Onde: Faculdade Cásper Líbero - Avenida Paulista, 900 – Bela Vista

Data: 4 de novembro, das 13h30 às 18h, e 5 de novembro, das 8h30 às 13h.

Inscrições: Enviar nome completo, RG, instituição que representa e as mesas de interesse para eventos@fcl.com.br. Feito isto, aguardar a confirmação de inscrição.

 





Gilberto da Silva
Editor
www.partes.com.br
gilberto@partes.com.br
(11) 991286378
 



terça-feira, 18 de outubro de 2016

Big Day Brasil: um dia para passarinhar

Evento convida todo o Brasil para observar pássaros
Crédito: SAVE Brasil

Data, comemorada em 22 de outubro, promove a conservação e a aproximação com a natureza
No dia 22 de outubro acontece o Big Day Brasil, evento que reúne pessoas de todo o País para um desafio: observar o maior número de espécies de aves livres em 24 horas. É possível participar de qualquer lugar, seja da janela de casa, nas ruas, em um parque ou numa Unidade de Conservação. O importante é “capturar” a ave com os olhos, sem incomodar o pássaro ou o ninho. As espécies observadas devem ser listadas na plataforma colaborativa eBird (http://ebird.org/content/brasil/) com informações, fotos e/ou filmes.
Como forma de reconhecer a participação e a colaboração do público, haverá uma premiação simbólica para os que observarem o maior número de espécies em geral, maior número de espécies ameaçadas e maior número de espécies em seu Estado.
De acordo com Pedro Develey, diretor da SAVE Brasil (Sociedade para a Conservação das Aves do
Prática aproxima público da natureza e estimula a conservação
Crédito: SAVE Brasil
Brasil) e da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza, o movimento contribui para a conservação e conhecimento da biodiversidade brasileira. “Não temos informações suficientes, como distribuição e população, de determinadas aves. Quando o esforço é colaborativo e padronizado, tudo pode ser registrado e comparado ano após ano”, relata.
Ele explica que não precisa ser um especialista para participar da ação. “Qualquer pessoa pode contribuir, começando com as aves mais comuns e aumentar o número de espécies e idas a campo, aprendendo cada vez mais”, conta. No ano passado, ele observou 125 espécies em sua casa no interior de São Paulo.
Para os que não possuem tanta experiência, o especialista recomenda o uso de binóculos e uma aproximação mais cautelosa. Também deve ser evitada a formação de grupos muito grandes e o uso de playbacks perto dos ninhos, pois podem estressar e assustar as aves.
O Big Day Brasil 2016 é organizado pela SAVE Brasil (Sociedade para a Conservação das Aves do Brasil), Avistar Brasil, Observatório de Aves do Instituto Butantan e PUC/RJ, além de contar com o apoio da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza.

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Estranhos no Paraíso, de Jim Jarmusch, volta às telas de cinema em versão restaurada a partir de 3 de novembro


"Estranhos No Paraíso" (Stranger Than Paradise), de Jim Jarmusch volta aos cinemas depois de 32 anos

 

A Zeta Filmes leva aos cinemas, dentro do Clássica, o filme Estranhos no Paraíso (Stranger than Paradise) do diretor norte-americano Jim Jarmusch. Um dos marcos do cinema independente será exibido em cópia digital (DCP) restaurada, a partir de 3 de novembro, nos cinemas. Na seção "Apresentações Especiais" da 40ª. Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, Jarmusch será homenageado e a versão restaurada do clássico independente "Estranhos no Paraíso" será exibida durante o evento em três sessões: a primeira, em 20/10, às 21h20, na sala BNDES da Cinemateca; em 22/10, às 14h, na CineSala e em 23/10, às 15h40, no Cinearte 1.

 

O diretor norte-americano, Jim Jarmusch, 63 anos, que apresentou dois novos filmes no Festival de Cannes 2016, um deles, "Paterson", indicado à Palma de Ouro, é um dos principais representantes do cinema indie norte-americano, que a partir dos anos 1980 passa a produzir filmes de baixíssimo orçamento, não mais atrelados a produção dos grandes estúdios. Jim Jarmusch com suas referências visuais, musicais e estéticas marcou grande parte de uma geração de cineastas independentes que viriam depois com a digitalização dos meios de produção no cinema.

 

"Estranhos no Paraíso" é engraçado, estranho, preto e branco, incomum, uma quase comédia, uma maneira não usual de contar uma história, em que quase nada acontece, mas uma relação quase visceral é criada entre os seus três personagens, perdidos e ao mesmo tempo presos em seu próprio tempo e espaço.

 

No filme, Willie (John Lurie) é um imigrante húngaro que vive em Nova York. Quando ele recebe a visita inesperada de sua prima Eva (Eszter Balint), que acabou de chegar de Budapeste e está a caminho de Cleveland para morar com a tia, Willie a trata com total hostilidade e indiferença. Mas um ano depois, Willie e seu melhor amigo Eddie (Richard Edson) decidem visitar Eva. Os três decidem então partir juntos em uma viagem de Clevaland a Miami. Estranhos no paraíso é dividido em três partes: O novo mundo, Um ano depois e Paraíso.

 

Em 1984, "Estranhos no Paraíso" ganhou a Camera d'Or em Cannes, dedicada a novos diretores. Em 1985, foi nomeado Melhor Filme pela Sociedade Nacional de Críticos de Cinema dos EUA e recebeu um prêmio especial concedido pelo júri no Festival de Sundance.

 

No primeiro ciclo do Clássica (2015/2016) foram exibidas cópias restauradas de longas do sueco Ingmar Bergman – "O Sétimo Selo" (1957) e "Morangos Silvestres" (1957) -, do italiano "Federico Fellini", duas de suas obras-primas: "A Doce Vida" (1960) e "8½" (1963), de Pier Paolo Pasolini, 'Mamma Roma" (1962); e do diretor alemão Werner Herzog, "Nosferatu - O Vampiro da Noite" (1979) e "Fitzcarraldo (1982)". Nesta segunda fase (2016/2017), além de "Estranhos no Paraíso" (1984), de Jim Jarmusch, ainda serão lançados "Blow Up" (1966), de Michelangelo Antonioni, "O Homem que Caiu na Terra" (1976), de Nicolas Roeg e Hiroshima Meu Amor (1959), de Alain Resnais.

 

O Diretor

Jim Jarmusch é considerado uma figura fundamental do cinema independente norte-americano. Nascido em Akron, Ohio, em 1953, Jarmusch foi aluno da Universidade de Columbia, onde estudou literatura e poesia, porém, foi o tempo vivendo em Paris, frequentando a Cinémathèque Française, que acendeu a sua paixão pelo cinema. Após retornar aos Estados Unidos, estuda no programa de cinema da Tisch School of the Arts, da Universidade de Nova York, onde trabalhou como assistente de Nicholas Ray, além de escrever e dirigir seu primeiro filme, "Permanent Vacation", que ganhou o prêmio Sternberg von Josef em Manheim, na Alemanha, em 1980. Últimos filmes: "Amantes eternos" (2013); "Paterson" (2016); "Gimme Danger" (Doc, 2016).

 

Estranhos no Paraíso (DCP, Dir: Jim Jarmusch, EUA, 1984, 90 min., 14 anos)

Direção e Roteiro: Jim Jarmusch

Fotografia: Jim Jarmusch, Melody London  

Montagem: Tom DiCillo

Música: John Lurie

Produção: Sara Driver

Elenco: John Lurie, Eszter Balint, Richard Edson

O Alto Preço do Desenvolvimento Amazônico: Relatos do processo de colonização em Rondônia

O Alto Preço do Desenvolvimento Amazônico: Relatos do processo de colonização em Rondônia: .





Juliana Martins Kuzma*.Armelinda Borges da Silva*.Gesse Ricardi Batista Garcia[*].



.Resumo: Este trabalho é um desdobramento de uma
atividade realizada no curso de pedagogia, no componente curricular
“Povos da Floresta”, ao qual tem como objetivo fazer uma reflexão acerca
do processo de colonização do estado de Rondônia. O método utilizado
baseou-se em uma entrevista com uma liderança indígena e três migrantes.
Como aporte teórico, contamos com as contribuições de Neves (2009;
2013); Souza (2013); Scaramuzza (2013), entre outros. Ficou evidente
através dos relatos dos colaboradores, que tanto o povo indígena, quanto
os migrantes foram prejudicados com esse processo e ainda hoje carregam
os resultados negativos, pois houve muitos conflitos com os povos que
chegaram a Rondônia com os povos que já habitavam a região. Dentre esses
conflitos houve alguns assassinatos pela disputa por terras.






Palavras-chave: Colonização. Rondônia.  Povos da floresta. Povo indígena Gavião.

ICMC seleciona professor temporário na área de Matemática Aplicada e Estatística



Estão abertas, até o dia 21 de outubro, as inscrições do processo seletivo para contratação de um docente temporário para o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos. O selecionado atuará no Departamento de Matemática Aplicada e Estatística (SME) do Instituto, será nomeado como Professor Contratado Nível III (Doutor), terá jornada de 12 horas semanais e salário de R$ 1.849,66. 

As inscrições podem ser realizadas presencialmente ou por procuração na Assistência Acadêmica do ICMC, que fica na avenida Trabalhador São-carlense, 400, no campus da USP em São Carlos, no Estado de São Paulo. A seleção será realizada por meio de uma prova didática e outra escrita. O contrato terá duração até 31 de julho de 2017, mas poderá ser prorrogado. 
Para mais detalhes sobre prazos, documentação, critérios de seleção e demais informações, acesse o edital completo: icmc.usp.br/e/b4958.

sábado, 15 de outubro de 2016

1º Workshop Internacional de Síndrome de Williams

Evento gratuito ocorre em São Paulo, SP. Inscrições abertas
Neste ano de 2015 a ABSW - Associação Brasileira de Síndrome de Williams realiza o 7º Encontro Nacional da Síndrome de Williams e o 1º Workshop Internacional de Síndrome de Williams. O evento será de 4 dias, dias 30 e 31 de outubro e 1º e 2 de novembro.
No primeiro dia, haverá palestras de oito convidados internacionais, de 5 países diferentes, que irão discursar por 50 minutos cada um, sobre os temas de suas pesquisas envolvendo a síndrome de Williams. 
No segundo dia, ocorrem apresentações de mais de 15 associações internacionais de Síndrome de Williams de diversos países. Teremos também as apresentações das 25 associações estaduais de Síndrome de Williams do Brasil ou núcleos da ABSW. 
No terceiro dia, serão realizadas 12 oficinas sobre tópicos especiais que envolvem a Síndrome de Williams, nas quais 12 profissionais com vasta experiência na Síndrome de Williams irão realizar pequenas conferências sobre os seus temas de pesquisa e depois haverá um grande debate com os pais sobre suas preocupações e ou dúvidas com esses especialistas em sexualidade, odontologia, fonoaudiologia, psicologia, educação, psiquiatria, educação, direitos, etc. 
No quarto dia está programada uma conferência magna com um dos principais pesquisadores brasileiros sobre a Síndrome de Williams, depoimentos de adolescentes com Síndrome de Williams de 15 anos ou mais com o tema: EU TENHO A SÍNDROME DE WILLIAMS. Haverá uma bela festa de confraternização e encerramento. São esperados cerca de 800 participantes, entre pais, familiares de indivíduos com Síndrome de Williams, pesquisadores, profissionais de saúde, profissionais de educação inclusiva, profissionais de direitos da pessoa com deficiência, estudantes e outros.
Inscrições gratuitas
http://taki6.wix.com/conferencias
Síndrome de Williams

O que é?
A Síndrome de Williams também conhecida como síndrome Williams-Beuren é uma desordem genética que, talvez, por ser rara, freqüentemente não é diagnosticada. Sua transmissão não é genética. O nome desta síndrome vem do médico, Dr. J.C.P. Williams que a descreveu em 1961 na Nova Zelândia e pelo Dr. A. J. Beuren da Alemanha em 1962 .
Acometendo ambos os sexos, na maioria dos casos infantis (primeiro ano de vida), as crianças têm dificuldade de se alimentar, ficam irritadas facilmente e choram muito.
A síndrome de Williams é uma doença caracterizada por "face de gnomo ou fadinha”, nariz pequeno e empinado, cabelos encaracolados, lábios cheios, dentes pequenos e sorriso freqüente. Estas crianças normalmente têm problemas de coordenação e equilíbrio, apresentando um atraso psicomotor. Seu comportamento é sociável e comunicativo embora utilizem expressões faciais, contatos visuais e gestos em sua comunicação.
Embora comecem a falar tarde, por volta dos 18 meses, demonstram facilidade para aprender rimas e canções, demonstrando muita sensibilidade musical e concomitantemente boa memória auditiva.
Seu desenvolvimento motor é mais lento. Demoram a andar, e tem grande dificuldade em executar tarefas que necessitem de coordenação motora tais como: cortar papel, desenhar, andar de bicicleta, amarrar o sapato etc..
Tratamento e Prevenção das Complicações
É muito importante identificar portadores desta síndrome logo na primeira infância, pois, tem influência em diversas partes do desenvolvimento cognitivo, comportamental e motor.
As medidas preventivas devem-se iniciar logo após o diagnóstico com um estudo minucioso para descarte de anomalias do coração e rins. É necessário monitorar freqüentemente a hipertensão arterial, incluindo a avaliação da tensão arterial nos quatro membros.
A otite crônica exige avaliações auditivas freqüentes e quando necessário o envio para uma consulta de otorrinolaringologia. O tratamento de problemas dentários necessita da profilaxia da endocardite. Face às infecções urinárias freqüentes torna-se necessário avaliar a função renal periodicamente e realizar um estudo minucioso na infância e na adolescência.
Na adolescência, para além de se manter a vigilância dos sistemas já descritos, deve-se pesquisar a presença de escoliose e contratura das articulações. Os problemas alimentares observados nos mais novos são ultrapassados, sendo a obesidade encontrada em 29% dos adultos. O comportamento e aproveitamento escolar, quando problemáticos carecem de medidas de apoio. A ansiedade pode estar associada à úlcera péptica e a litíase biliar é um diagnóstico possível em doentes com dores abdominais.
Personalidade e comportamento
Nas crianças portadoras desta síndrome é grande a sociabilidade, entusiasmo, grande sensibilidade, tem uma memória fantástica para pessoas, nomes e local; ansiedade medo de alturas, preocupação excessiva com determinados assuntos ou objetos, distúrbios do sono, controle do esfíncter É normal crianças com esta síndrome serem amigas de adultos e procurarem a companhia deles ao mesmo tempo tem dificuldade em fazer amizades outras crianças da sua idade. Muitas crianças com esta síndrome demonstram medo ao escutarem ruídos de bater palmas, liquidificador, avião, etc., por serem hipersensíveis ao som.
Referências Bibliográficas:
  • MACHADO, M. T., et al. Achados Neuro-Urológicos da Síndrome de Williams: Relato de Caso. Arquivos de Neuro-Psiquiatria, 1998, 56 (3-b): 683-687.
  • EWART A.K.; et al: A human vascular disorder, supravalvular aortic stenosis, maps to chromosome 7. Porc Natl Acad Sci USA 90:3226-30, 1993.
  • FRANGISKAKIS J. M.; et al; Lim-kinase hemizigosity implicated in impaired visuospatial constructive cognition. Cell 86:59-69, 1996.
  • DUTLY, F , Schnitzel, A: Unequal interchromosomal rearrangements may result in elastin gene deletions causing Williams Beuren syndrome. Hum Mol Genet 12:1893-98, 1993.
  • ASHKAN LASHKARI, B.S., et al. Williams- Beuren Syndrome: An update and review for the primary Physician. Clinical Pediatrics, 1999; 38: 189-208.  

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Campus Araras da UFSCar realiza VI Encontro de Estudos do Agronegócio

 

Inscrições podem ser feitas até o próximo domingo, dia 16

O Grupo de Estudos em Agronegócio (GEAgro) do Campus Araras da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) realiza o VI Encontro de Estudos do Agronegócio no próximo dia 18 de outubro. O tema desta edição é "Comércio Exterior de Produtos Agropecuários" e as inscrições podem ser feitas até domingo, dia 16 de outubro, pelo formulário disponível em http://bit.ly/2dU8lnT ou pela página do GEAgro no Facebook.
As atividades acontecem a partir das 8h30 com credenciamento e entrega de material. A partir das 9h15 terá a apresentação de trabalhos de integrantes do GEAgro: "Indicadores de qualidade da infraestrutura logística brasileira para cargas agrícolas", do aluno de Engenharia Agronômica, Matheus Sleiman da Costa; e "Impactos na economia brasileira pela substituição dos combustíveis fósseis por etanol e biodiesel, no período de 2010 a 2030", do professor Jerônimo Alves dos Santos, do Departamento de Tecnologia Agroindustrial e Socioeconomia Rural (DTAiSeR) da UFSCar.
Após o intervalo, às 10h30, haverá a palestra "O Mundo do Agronegócio e o Comércio Exterior: Complexo Soja e Milho", com Thais Carvalho Italiani, da empresa Algar Agro.
O evento acontece no Anfiteatro do Centro de Ciências Agrárias (CCA), localizado na Rodovia Anhanguera, km 174.

VII Fest. Gastronomia Orgânica - Programação (Criança, Bem Estar, Gastronomia Evolutiva, comidas, feira, etc)



O VII Festival de Gastronomia Orgânica - da Terra ao Prato - acontece nos dias 21,22 e 23 de Outubro, no Parque da Água Branca, das 09h às 18h, com entrada gratuita em todas as atividades.

A Dra. Ana Primavesi, que revolucionou o manejo do solo no Brasil, é a grande homenageada desta edição. Engenheira agrônoma, precursora da agroecologia, pesquisadora e grande estudiosa, Primavesi criou novas práticas agrícolas em um país tropical que antes consumia toda a tecnologia de fora e não olhava para sua terra e clima. Hoje, com 96 anos, já publicou 94 artigos científicos no Brasil e em revistas internacionais. Além disso, escreveu 11 livros e colaborou em inúmeras outros publicações. A Dra Ana Primavesi estará presente no dia 22/10, sábado, às 10h30, numa Roda de Conversa com convidados e público + sessão de autógrafos.

O Festival este ano vai abordar os temas: a importância das leguminosas, os grãos como aliados contra a desnutrição infantil e a obesidade, o consumo de produtos com base agroecológicas, a importância dos polinizadores e da Agrofloresta e abordagens sobre as PANCs – Plantas Alimentícias Não Convencionais, e muito mais!

Através da Gastronomia Evolutiva o festival fomenta e divulga toda a cadeia orgânica sustentável, promovendo a agricultura com base agroecológica, apresentando a alimentação saudável e limpa (programação abaixo).

As Bancas dos Chefs, food bikes e food trucks oferecem ao público cardápios com ingredientes orgânicos, da terra. E ainda as atividades do Território da Criança, Espaço Bem Estar, Feira de Produtos Orgânicos e de Base Agroecológica, Rodada de Negócios, Palestras e Rodas de Conversas.

Programação completa no site oficial do festival:
www.festgastronomiaorganica.com.br

Exposição #RECICLOS - A arte da reinvenção


Realizada pela Rede Educare com patrocínio da Novelis, em parceria com o Instituto Akatu, a exposição reúne obras de 13 artistas que utilizaram como matérias-primas diferentes tipos de resíduos, como alumínio, embalagens plásticas, tijolos, garrafas de vidro, bitucas de cigarro, jornais, sucata de carros, entulho de construção e lixo eletrônico.
Com curadoria do grafiteiro e ativista Mundano, o projeto busca promover o debate sobre a produção e o consumo sustentáveis, fazendo referência ao 12º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. A exposição fica no Shopping VillaLobos, em São Paulo, até 30 de outubro, e depois segue para Pindamonhangaba (SP) em novembro e Salvador(BA) em janeiro.

Sesc Santana realiza programação com foco na sustentabilidade e subsistência


Os participantes são apresentados a discussões e práticas relacionadas ao tema 

Nos dias 22 e 23 de outubro, sábado e domingo, o Sesc Santana promoverá três atividades voltadas para ações sustentáveis e práticas de subsistência. Entre bate-papos e oficinas, a proposta é expor diferentes hábitos e estilos de vida, e promover discussões e reflexões com os participantes.
As atividades realizadas são: Troca de sementes, orientada por Daniela Pastana Cuevas, e Ervas medicinais e Artesanato quilombola, com integrantes do quilombo de Ivaporunduva. Confira abaixo a programação completa:

Oficina
Troca de sementes | 22 e 23/10, sábado e domingo, das 12h às 17h
Visando estimular a incorporação de ações sustentáveis no cotidiano e mudanças de hábitos, a atividade promove um espaço livre para a troca de sementes, no qual também seja possível a discussão de temas como a germinação, plantio de mudas, compostagem e reciclagem. Orientada por Daniela Pastana Cuevas, ambientalista e ativista que, desde 2009, organiza atividades de trocas de sementes e, há quatro anos, a feira do Parque da Água Branca.
Jardim e Quiosque. Livre. Grátis.

Bate-papo
Ervas medicinais, com integrantes do quilombo de Ivaporunduva |
22 e 23/10, sábado e domingo, às 14h
Integrante do quilombo de Ivaporunduva, o agricultor Vandir Rodrigues apresenta seus conhecimentos, aprendidos com a tradição oral, sobre ervas, e discute as diferenças entre cultivos tradicionais e orgânicos.
Localizado no município de Eldorado, no Vale do Ribeira, Ivaporunduva é um quilombo composto por 80 famílias que tem no cultivo tradicional de roça o principal meio de subsistência, e como geração de renda, o cultivo de banana orgânica e artesanato.
Vagas limitadas. Inscrições no local com 30 minutos de antecedência.
Quiosque. Recomendação etária: acima de 12 anos. Grátis.

Artesanato Quilombola, com integrantes do quilombo de Ivaporunduva |
 22 e 23/10, sábado e domingo, às 15h
Diversos tipos de fibras, e o método de constituição de cestos, esteiras e peças utilitárias por meio da fibra de bananeira são apresentados pela artesã e líder comunitária Elvira da Silva, que também compõe o quilombo de Ivaporunduva.
Vagas limitadas. Inscrições no local com 30 minutos de antecedência.
Quiosque. Recomendação etária: acima de 12 anos. Grátis.

SERVIÇO: Sesc Santana
22 e 23/10, sábado e domingo.
Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Jd. São Paulo.
Grátis. Jardim e quiosque.
Estacionamento - R$10,00 a primeira hora e R$ 2,50 a hora adicional - desconto para credenciados.
Para informações sobre outras programações ligue 0800-118220 ou acesse o portal sescsp.org.br/santana

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Caminhada solidária

Com intuito de proporcionar acolhimento e dar apoio aos familiares e amigos de pessoas vítimas de câncer, acontecerá no próximo domingo, dia 9 de outubro, a “Caminhada São Paulo Outubro Rosa”. A concentração dos participantes para início da caminhada será às 14h, na Avenida Ibirapuera número 2033 e seguirá até o Shopping Ibirapuera. 
Ao todo o evento patrocinado pelo Shopping Ibirapuera será dividido em quatro etapas: concentração dos participantes com direito a atividades de relaxamento, ioga e integração, caminhada cantada, por um percurso de 1 km, até o Shopping Ibirapuera, onde haverá roda de elementos de percussão e, para terminar, confraternização dos participantes.
De acordo com Denise de Sá, organizadora do evento, a ideia surgiu após a perda de um parente próximo vítima de câncer. Sensibilizada, ela se uniu a um grupo de moradores do bairro de Moema para realizar esta primeira caminhada e proporcionar momentos de reflexão sobre a causa, além de confraternização.
Após realizar a inscrição pelo e-mail caminhaspoutubrorosa@gmail.com.br, os participantes receberão gratuitamente camisetas e kits para a caminhada. O material deverá ser retirado nos dias 07 e 08 de outubro (sexta e sábado), das 12h às 20h, no Shopping Ibirapuera, Balcão de Informações, do piso Ibirapuera.
Serviço - Caminhada São Paulo Outubro Rosa
Data: 09 de outubro de 2016
Local: Saída – Av. Ibirapuera, 2033. Término – Shopping Ibirapuera – Av. Ibirapuera, 3103 – Moema – São Paulo.
Horários: 14h - Concentração e atividade de integração
14h45 – Início da caminhada cantada
15h – Chegada ao Shopping Ibirapuera com roda de elementos de percussão

16h30 – Confraternização e compartilhamento

17h – Encerramento

Inscrições: Os interessados em participar deverão enviar e-mail para caminhaspoutubrorosa@gmail.com.br

Shopping Ibirapuera
Av. Ibirapuera, 3.103 – Moema (SP)
Tel: (11) 5095 2300 
Twitter: @Ibirapuera
Instagram: @shoppingibirapuera
   
Horário de funcionamento:
Segunda a Sábado: das 10h às 22h
Domingos e Feriados: das 14h às 20h (lojas) – das 11h às 22h (alimentação)


UFSCar sedia Congresso Internacional de Teoria Crítica

Décima edição do evento acontece entre 10 e 14 de outubro, no Campus São Carlos da Universidade

A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) será sede do X Congresso Internacional de Teoria Crítica: “Tecnologia, Violência, Memória”, que será realizado entre os dias 10 e 14 de outubro, no Campus São Carlos da Instituição. Ao propor o tema, o Grupo de Estudos e Pesquisa "Teoria Crítica e Educação" pretende debater aspectos ambivalentes relacionados com a tecnologia, que expressa simultaneamente potencial de emancipação e de aprisionamento das condições de liberdade, de expressão e de regressão dos sentidos. 
O evento, que está sendo organizado na UFSCar pelos professores Antônio Álvaro Soares Zuin e Luiz Roberto Gomes, ambos do Departamento de Educação (DEd), será constituído por conferências, mesas-redondas, além de Comunicações Científicas, produzido por doutores, doutorandos e mestres, e de Pôsteres, de mestrandos e graduados. Entre os participantes estão pesquisadores como Michael Löwy (Centre National de la Recherche Scientifique – França), Mateu Cabot e Pablo Buron (Universitat de les Illes Ballears – Espanha), José Antônio Zamora (Centro de Ciencias Humanas y Sociales de Madri) e Miguel Vedda (Universidad de Buenos Aires). 
Criado em agosto de 1991, o Grupo de Estudos e Pesquisa “Teoria Crítica e Educação” tem uma trajetória de 25 anos que se caracteriza pela produção coletiva, multidisciplinar e interinstitucional para, com o propósito de atualizar o pensamento da primeira geração dos clássicos frankfurtianos, diagnosticar, buscar o esclarecimento e trazer contribuições teóricas e práticas visando a compreensão das contradições da sociedade tecnológica, imagética e geopoliticamente centrada na hegemonia do capital, na competição mercantilista e na influência da indústria cultural contemporânea.
As inscrições podem ser feitas até 13 de outubro, no endereço eletrônico http://bit.ly/2cDdS1g. Mais informações, incluindo a programação completa, podem ser obtidas no site do evento www.unimep.br/teoriacritica.

CPFL Energia e Instituto Ecofuturo levam bibliotecas para cidades do interior paulista


Projeto Biblioteca Comunitária Ler é Preciso será desenvolvido nas cidades de Campinas, Bebedouro e Marília

São Paulo, 07 de outubro de 2016 – A CPFL Energia, maior grupo privado do setor elétrico brasileiro, e o Instituto Ecofuturo, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público mantida pela Suzano Papel e Celulose, firmam parceria para levar o projeto Biblioteca Comunitária Ler é Preciso para cidades do interior paulista. Com investimento de R$ 1 milhão por parte do Grupo CPFL, serão implantadas bibliotecas em escolas públicas de Campinas, Bebedouro e Marília, com objetivo de fomentar e incentivar políticas públicas de leitura.

A expectativa é que as novas bibliotecas estejam concluídas ao final de 2017. Cada unidade terá 1 mil livros, 30 profissionais capacitados para a promoção de atividades de leitura e gestão das instalações – sendo que dois serão selecionados para trabalhar integralmente nas unidades, dois computadores, uma TV, um leitor de blu-ray e uma impressora multifuncional. Outros sete funcionários de cada uma das três prefeituras serão treinados sobre acesso e uso de recursos públicos para a sustentabilidade de bibliotecas. A previsão é que, por ano, cerca de 10 mil pessoas frequentem os locais.

Ao longo dos 18 meses do seu desenvolvimento, o projeto terá intensa participação da sociedade civil, com a mobilização das comunidades para sugestões ao projeto e ao acervo de livros, além de acompanhar as etapas de implantação das instalações. Os bairros em que as bibliotecas serão instaladas devem ser definidos pelo Instituto Ecofuturo em conjunto com o poder público, após a realização de diagnóstico e visita técnica. Por terem caráter comunitário, um dos pré-requisitos para a implantação é que a comunidade tenha acesso irrestrito à biblioteca, além de alunos e educadores. 

As comunidades poderão escolher 30% dos 3 mil livros de literatura que serão adquiridos para o projeto. A seleção dos outros 70% será realizada por especialistas da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), parceira técnica da iniciativa, sob a coordenação do Instituto Ecofuturo. O objetivo da medida é aproximar ainda mais as pessoas das bibliotecas, democratizando o acesso aos espaços, mostrando que as instalações atendem aos interesses das comunidades locais e oferecem diversificada literatura de qualidade, que contribui com a ampliação do conhecimento.

Para garantir a manutenção das novas unidades, também é assinado um Termo de Parceria junto às prefeituras, que se comprometem pela reforma ou construção dos locais que receberão as bibliotecas, pela conservação dos espaços e por garantir toda infraestrutura necessária (desde acesso à internet, telefone, água e luz, a seleção e contratação dos profissionais que trabalharão no local). A expectativa é que, no curto prazo, a parceria entre a CPFL Energia e o Instituto Ecofuturo seja estendida para municípios da área de concessão do Grupo no Rio Grande do Sul.

O investimento da CPFL Energia no projeto Biblioteca Comunitária Ler é Preciso faz parte da sua estratégia de uso dos recursos do subcrédito social, uma linha de crédito concedida pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) quando uma empresa contrata um financiamento para a realização de investimentos. Com este crédito, a companhia tem buscado apoiar negócios de impacto e políticas públicas que promovam a melhoria dos indicadores sociais de suas comunidades. Um dos principais projetos apoiados pelo Grupo é o da plataforma educacional Geekie.

Ao investir no projeto Biblioteca Comunitária Ler é Preciso, do Instituto Ecofuturo, a CPFL Energia contribui com a efetividade da Lei nº 12.244/10, que determina que, até 2020, todas as instituições de ensino do País tenham uma biblioteca. “Com esta abordagem, queremos dar escala aos investimentos sociais da CPFL, sendo a ponte entre as ideias e o público-alvo, e contribuir para a efetividade de políticas públicas”, afirma o diretor de Sustentabilidade da CPFL Energia, Rodolfo Sirol.  

Para a Superintendente do Instituto Ecofuturo, Marcela Porto, as novas bibliotecas contribuirão para democratizar o acesso aos livros de literatura e para fomentar a promoção de leitura. “Temos muito orgulho de liderar este projeto, que há 17 anos apoia a formação de leitores e, consequentemente, de cidadãos mais críticos, além de contribuir com a efetividade da Lei 12.244. Hoje, temos uma rede de 107 Bibliotecas Comunitárias Ler é Preciso em 12 estados brasileiros e acreditamos que são ações como essa, a articulação intersetorial e o investimento em educação, que levam a grandes transformações sociais”, afirma.


MIS: Seleção de projetos para 2017


quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Orquestra Sinfônica Arte Viva faz concerto gratuito na Praça Cívica do Memorial, em São Paulo




A Série Rede Sinfônica, em homenagem aos “100 Anos de Samba”, promove o concerto gratuito da Orquestra Sinfônica Arte Viva. Sob a regência do maestro Amilson Godoy, a orquestra recebe como convidados os sambistas Thiaguinho e Jorge Aragão e o pianista Amilton Godoy (irmão do maestro), às 19h, na Praça Cívica do Memorial (Dep. Salvador Julianeli s/n – Barra Funda – SP) - Portão 1 -.
Criada há 20 anos pelo Maestro Amilson Godoy, a proposta da Orquestra Arte Viva é levar música erudita para o público de um jeito bem diferente. “O que eu busquei foi trazer para a música popular essa riqueza sinfônica que acontece normalmente dentro da chamada música erudita”, explica. “Aquele rigor, aquela austeridade musical acontece no tratamento à música, mas não na convivência”, complementa, falando da descontração típica deste tipo de espetáculo.
A Orquestra Sinfônica Arte Viva, uma das pioneiras no formato, já se apresentou em parceria com grandes nomes da música brasileira como Gilberto Gil, Daniela Mercury, Milton Nascimento, Ivan Lins, Toquinho, Maria Rita, Arnaldo Antunes, Mariana Aydar, Elba Ramalho entre muitos outros. Dessa vez os convidados, os sambistas, Thiaguinho e Jorge Aragão e o pianista Amilton Godoy completam o repertório da Orquestra com seus sucessos.
A REDE, uma das empresas líderes no mercado de meios de pagamento eletrônicos, é parceira na realização deste projeto, por entender que a cultura é uma ferramenta essencial para a construção da nossa identidade e promoção da cidadania.
SERVIÇOS:

SÉRIE REDE SINFÔNICA apresenta: 100 ANOS DE SAMBA
Orquestra Sinfônica Arte Viva convida Thiaguinho, Jorge Aragão e Amilton Godoy
Regência: Amilson Godoy
Dia 15 de outubro de 2016 (sábado)
Horário: 19h (portões abertos a partir das 15h)
Na Praça Cívica do Memorial–Acesso exclusivo pelo portão 1 (Rua Dep. Salvador Julianeli s/n – Barra Funda – SP).
Acesso gratuito e limitado (sujeito à lotação)

Realização: Arte Viva Produções
Patrocínio: REDE
Informações: (11) 3564.0684 

É Tudo Verdade 2017 abre inscrições

O É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários está com as inscrições abertas para a edição de 2017, até o dia 16 de dezembro

A 22ª edição do Festival acontece entre os dias 20 e 30 de abril, em São Paulo e no Rio de Janeiro

O evento é uma importante janela para o documentário nacional e internacional e na próxima edição traz uma novidade, a premiação de um longa ou média latino-americano. Os interessados em submeter suas obras devem acessar o site oficial e preencher a ficha de inscrição.